Cadeirante descobre novo prazer



Sou um homem de 51 anos, cadeirante, há algum tempo tenho tido vontade de transar com um travesti, procurei em sites, achei uma que parecia bem feminina e bonita, acertei um programa, quando cheguei no seu apartamento vi que as fotos do site eram reais ela era realmente muito bonita e feminina, fez um strip-tease, ficou só de calcinha, babei ela tinha um corpo lindo, seios fartos, pernas longas e um volume que a calcinha não conseguia esconder, nos beijamos acariciei, beijei e suguei seus seios, fomos para a cama, ela tirou minha roupa acariciando e beijando meu corpo inteiro, até começar a tocar, lamber, beijar e finalmente abocanhar meu pau já extremamente duro e fazer um boquete espetacular,chupa-lo então me surpreendeu começando a acariciar meu cu com o dedo, passava levemente o dedo por ele me deixando agradavelmente surpreso, com uma sensação nova, tirou meu pau da boca e começou a passar a língua pelo meu cu até invadir meu rabo com sua língua deliciosa, me fazendo ter um prazer que não conhecia, fiquei tão alucinado que não aguentei coloquei uma camisinha no meu caralho e pedi para ela se posicionar de ladinho para come-la, passou um lubrificante no cuzinho e eu meti, meti tudo de uma vez só, ela apenas deu um gemido e começou a rebolar aquele rabo delicioso e quentinho, estava com tanto tesão que em poucos minutos gozei, um gozo intenso e gratificante. Após alguns minutos retirou a camisinha e voltou a chupar meu pau, ele foi crescendo novamente na sua boquinha linda e então ela disse:

- Querido agora é minha vez vou te comer gostoso.

- Não querida, eu queria sair com uma travesti gostosa como você mas sou só ativo, não dou o rabo não.

- Que isso querido, eu vi o quanto gostou da minha língua e do meu dedo roçando teu cu.

- Sim, adorei, mas daí a dar o cu vai uma grande diferença.

Então foi chegando no meu ouvido e mordendo minha orelha falou:

- Vamos fazer o seguinte, eu vou fazer uns carinhos em ti, se quiseres que eu pare é só falar, mas se gostar e quiser mais vais ter que pedir, está certo meu bem?

Evidente que não pude resistir ao pedido e deixei ela fazer o que quisesse, então foi descendo com a boca, beijando meu pescoço, meus mamilos, dava pequenas mordidinhas neles que me deixavam arrepiado, continuou descendo até chegar na minha virilha, pensei que iria abocanhar meu pau de novo, mas a safada me virou e foi dando mordidinhas na minha bunda, e passando o dedo no meu cu de novo, abriu minhas nádegas e novamente me levou a loucura com a língua entrando no meu cu, então com meu rabo lubrificado pela sua língua começou a colocar a ponta do dedo na entrado do meu rabo e dizer:

- Está gostando, está sentindo tesão no rabinho?

- Sim está ótimo, um tesão maluco.

Então foi enfiando o dedo inteiro me arrancando gemidos e provocando uma sensação que nunca tinha sentido.

- Viu como você gosta?

Em vez de responder, comecei a rebolar levemente, foi o suficiente para ela enfiar um segundo dedo, a princípio senti uma leve dor, gemi alto.

- Doeu querido, quer que eu pare?

- Não, não para não, consegui dizer.

- Então pede.

- Continua, pedi.

- Não, assim não meu bem, pede para ser transformado em mulherzinha, pede para ser comida.

- Não, eu não sou assim, sou homem.

- Então vou parar.

Retirou os dedos de dentro do meu rabo, fiquei frustado, estava bom aqueles dedos no meu cu, fiquei dividido queria mais, mas pedir para virar mulherzinha da traveco?

- Por favor, pedi, volta a acariciar meu rabo volta.

Ela enfiou novamente os dedos no meu rabo e disse:

- É só um pouquinho, só vais ter o prazer que queres e não admites se pedir para virar mulherzinha, pede para ser minha putinha, fazer tudo o que uma puta faz, senão vou parar.

Estava tão bom, que pensei, vamos ver no que isso vai dar, e falei:

- Está bem, me faz de mulherzinha.

Ela enfiou um terceiro dedo, me arrancando mais um gemido profundo, uma pequena dor e uma vontade nunca sentida, ou pelo menos nunca admitida, e disse:

- Pede com vontade, pede para ser minha puta, pede para ser arrombada pede vadiazinha.

Sem me aguentar de tesão, disse numa voz fininha que me surpreendeu:

- Me transforma em puta, me fode, me usa como quiseres.

- Isso, assim que gosto putinha. E mexia com os dedos no meu rabo que eu já rebolava sem nenhum pudor. Ela me colocou de quatro e posicionou o caralho perto da minha boca, eu ainda não tinha reparado direito no pau dela, me assustei era maior que o meu, cabeçudo, cheirava bem e estava com aquela babinha pré gozo, me assustei do que teria que aguentar, e ouvi:

- Passa a língua nele todo e depois chupa com vontade cadelinha.

A situação estava de um jeito que só me restava obedecer, e comecei a mamar naquele caralho, e mais uma surpresa, adorei, gostei do gosto e gostei do calor dele, de senti-lo preenchendo minha boca, gostei tanto ter ele dentro da minha boca que quase me esqueci que estava com 3 dedos no rabo e certamente em seguida seria enrabado por aquele pau, comecei realmente a me sentir feminina, ouvindo ela gemer de prazer com meu boquete e eu sentindo prazer com um caralho na boca, já pensava em faze-lo gozar, mas ela falou:

- Está na hora florzinha, poe a camisinha no caralho que vai tirar o cabacinho do teu rabo.

Tremendo encapei o cacete e pedi, com uma voz sumida e tímida:

- Por favor, com cuidado.

- Cala a boca e prepara o rabo, puta não dá palpite na hora de ser fodida.

Mas ela pegou um creme qualquer, besuntou bem meu rabo e posicionou o cacete na entrada, meu cu já estava meio aberto pelos seus dedos, mas senti a cabeça do caralho e senti a pressão para entrar, foi me dando uma pequena dor uma aflição e então a cabeça passou, que dor, gritei, ela parou e disse:

- Calma putinha, já vai aliviar.

- Está doendo muito, tira.

- Calma e fica quietinha que já vai passar.

De fato a dor foi diminuindo, e aliviando, e ela foi bem devagarinho enfiando, enfiava um tantinho e recuava de novo, um pouquinho e voltava, fui me acostumando, comecei a ter misturado com a dor, prazer e então a malvada vendo que eu já me acostumara com o invasor, enfiou todo o caralho no fundo do meu cu de uma vez só, urrei.

- Cala a boca que entrou tudo puta, agora tu é oficialmente uma mulherzinha, aguenta que vais viciar no meu caralho vadia.

Sem me dar tempo de nada, ela começou de fato a me foder, tirava e botava tudo bem devagar, ia e vinha dentro do meu rabo arrancando lágrimas dos meus olhos, mas aos poucos a dor foi cedendo eu fui gostando de estar sendo arrombado e ela aumentando a velocidade da metida, eu comecei a rebolar e gritar alucinadamente:

- Me fode, me arromba, sou uma puta uma cadela, me come, quero caralho no rabo, enche meu cu de porra.

E ela fodia sem dó, meu cu doía mas eu queria e pedia mais, para mim pareceu que levou horas metendo no meu cu, até então virgem, enfim ela disse vou gozar.

- Isso enche meu cu de porra.

- Não essa porra vai para tua boca.

Tirou o pau do meu rabo, arrancou a camisinha e enfiou o caralho na minha boca, quase imediatamente começou a jorrar leite dentro da minha garganta, leite quente, grosso e gostoso como nunca tinha imaginado, bebi tudinho e caí de lado exausto, ou no caso exausta. Fiquei alguns momentos ofegante, feliz, sentindo uma dor e um vazio no cu e tentando absorver tudo o que tinha acontecido, então ouvi:

- Você foi muito gostoso e gostosa, e está merecendo um prêmio.

Não entendi na hora, mas aí vi que descia em direção ao meu pau e me dei conta que ele ainda estava duro, e que eu não tinha gozado pela segunda vez.

Ela o abocanhou e chupou com maestria e disse:

- Goza na minha boca meu macho e puta, me dá teu leitinho.

Gozei, certamente o gozo mais intenso que tive até hoje. Ela bebeu tudo também, se deitou junto comigo e dormimos abraçados.

Nesse dia descobri uma nova forma de prazer, estou louco de vontade de repetir.

Espero que tenham gostado, quem quiser conversar, ou..., me escreva.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario morcegonoturno

morcegonoturno Comentou em 24/07/2017

A primeira vez tem essa duvida moral mesmo, mas depois que acontece nunca mais conseguimos parar.

foto perfil usuario

Comentou em 24/07/2017

Resistiu até o fim não aguentou e virou Mulherzinha aposto que depois disso qdo lembra dela e fica de pau duro Adorei seu conto fiquei de pau duro Votado

foto perfil usuario oliveira956

oliveira956 Comentou em 24/07/2017

Ainda bem gue gostou.

foto perfil usuario oliveira956

oliveira956 Comentou em 24/07/2017

Ainda bem gue gostou.

foto perfil usuario reginha.larga

reginha.larga Comentou em 24/07/2017

Tudo muito novo, original, fora dos padrões. Gostei, votado.

foto perfil usuario correa11

correa11 Comentou em 24/07/2017

Conheço bem esse lado puta, é muito bom !!!!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


103953 - Cadeirante descobre novo prazer - 2 - Categoria: Travesti - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico cadeirantenorberto

Nome do conto:
Cadeirante descobre novo prazer

Codigo do conto:
103693

Categoria:
Travesti

Data da Publicação:
23/07/2017

Quant.de Votos:
12

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


porno contos limpando quintal por comidacontos+eroticosilto a esposa na boatesexofoto porno minama BUETA 2017buceta arrobadinhasperdi as preguinhas do cu quando era pequenanataxa fudedoutimoscontoscontos eroticos com july fotoscontos eroticos meu filho gozando na minha bucetacontos eroticos estuprados faustoconto comi amiga da minha namoradag magazine matheus mazzafera fotosconto de madrasta taradahentai em filho come a mae no hotelutimoscontospica curvada para o baixo peladoContos eroticos minha esposa gostou quando eu disse que eu ia fuder o cu virgem da minha filha no motelconto erito casada 2019fotos homens bumda arebitada na calsa coladachupei o bucetão da dona luzia contosconto erotico dei o cu pro meu filhocontos eroticos meu marido quer que eu de para meu tio adotivocontos eroticos me esfregando no vizinhocontos eroticos de incesto em bh mgconconto erotico minha mulher fude.do com o mednigoContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes bonitos de primascontos eroticos de mulheres que vao na pescaria com marido e ele fica bebadocontos de incesto modelo para meu filhocontos eroticos de coroas cagando no paucontos porno de anã novinhafamilia sacana milftoon familia é assim parte3xvıdıos medıco contossado de esposa submissasentado no colo papai incesto contosContos eroticos dpconto. eroticopegando cunhadaConto erótico gay - Aconteceu Amor Cap. 37arrombada pelo nó contoscontos eroticos flagrei meu filho fudendo minha amiga travestiDei meu cu pro amigo do meu corninho na frente dele contos com fotoconto erotico esposa calca suplex negroxvideos corno chupado fltcontos erotiko comi a coroa cuzuda q conheci na festasexo casada infiel caiu na labia do amigoPorno contos de novinhos perdendo o cabaçoboafoda egravidadoengeado cagou no meu pau contoficou enpenhada e foi estrupada xvideocom oito anos meu tio chupou minha bucetinhaConto erotico de garçom do jebao e meninacontos eróticos de pedreiro que na reforma de casa transou com patrão e depois a patroaidosa gozando contoarreganhei pro policial no carro contos eróticoscavala da academia conto erotico parte2conto erotico a menina era um meninocorno manso mulhercontos eroticos gay eu vestida de putinha pro meu negro do caralhãodei a bucetapromeu filhoConto flagra enteada anosContos eroticos e violentos com dupla penetracao de objetosconton erótico incesto padrasto+bucetaBi uhhhhh nenem que peito enfermeiraContos erotico madrasta de fio dental com bucetao cabeludaconto erotico filho1000xvideo esfrega na cama igozasoquei tudinho no c* da minha noraeu so de calcinha e salto alto com dois homens contos gaysconto erotico esposa fiel no onibuscontos eroticos comporteirosno conto erotico melho tramsa d minha vida foi com minha mae e minha tiacontos eroticos de femboy com o paimae estrupa filho goza pau brasileirocontos eróticos a consinheira do quartelcontos pornos de incesto pai estruopa.filhaconto erótico comendo a sobrinha gostosaFZIOKaV03vm6GImXosofV3Conto gay - "putinha do time"como meu tio me viciou na rola dele gaysobrinha batendo punheta no teu tele Rosapadrinhos magicos hentaipunheta no onibusconto de sexo como seduzi minha filhacontos de porno sogro estrupa noraadministrador velho cacetudosperdi as preguinhas do cu quando era pequenaos funkstones 5xvideis 2017comi a minha tia