Uma Família - Puro amor - Parte 1 - o Início.



Uma Família - Puro amor - Parte 1 - o Início.

Bom dia pessoal. Vou contar a história de uma família, unida por muito amor, carinho. Minha Mãe se chama Maria, nasceu em uma cidade pequena, no interior de minas. Aos 16 anos, ela engravidou de um filho de um fazendeiro… e seu pai a obrigou a se casar. Em 1973 eu nasci, fruto desse casamento. Após 3 anos juntos, o meu pai, teve um ataque de fúria e espancou minha mãe. ela ficou muitos dias hospitalizada, e eu fiquei com meus avós. Após isso meu pai foi embora, e como era um pessoa com estopim curto, acabou morrendo em uma briga de bar. Meu avô morreu e minha mãe pegou a parte dela do sítio, vendeu e comprou uma boa casa na cidade. Nós vivíamos aparentemente bem, minha mãe trabalhava numa loja. Ela nunca mais quis saber de homem, ela disse que depois que meu pai a espancou nenhum homem a tocaria. O tempo foi passando e quando minha mãe fez 32 anos, nós éramos muito juntos, sempre juntos em casa, nos amávamos muito, era muito carinho que tinha eu e minha mãe, naquela época, eu já estava começando a beijar as meninas, sair com os amigos, mas sempre fomos muito caseiros.. Gostamos de curtir a nossa casa. Nessa época minha mãe com 32 anos, vou descreve-la, ela é branquinha, cabelos castanhos grandes e sempre foi baixa, tinha 1,65 mais ou menos, era magra, barriga normal, tinha uma bunda muito grande, anca larga, mas o que eu sempre amei na minha mãe são os seios. seus seios são grandes, largos, tipo pesados sabe. como tínhamos muita liberdade em casa eu já havia visto ela nua algumas vezes. Seus seios eram lindos, tinha aureolas grandes e rosadas, e bico grande também.
Um dia estava chovendo muito, estávamos para ir dormir, a chuva forte pesada, minha mãe falou…
mãe - que vir dormir comigo Daniel.
Eu- Claro mãe.

Então minha mãe se arrumou, foi ao banheiro escovar os dentes, vestiu sua camisola, que era uma camisola beje, nada sensual, um vestido, mas marcava bem sua bunda e seus seios.
Vesti um short, e fui me deitar, logo ela veio, se cobriu e deitou em meu peito. Nessa epoca eu ja tinha 1,75, sou branco, e era magro não forte, magro normal. Ficamos conversando, e eu perguntei porque ela não tinha namorado.
Mãe - filho homem nenhum pode me tocar, só você pode. depois de seu pai não quero contato com nenhum outro homem. Amo vc meu filho, e me deu um beijo no rosto.
Fiquei feliz pq ela gostava de mim me amava. Continuamos abraçados, ai ela mudou de posição ficando de costas para mim, então abracei ela e ficamos de conchinha.
Ela se aconchegou no meu corpo. eu estava com a mão em sua barriga, tocando pela parte de baixo de seus seios. Ela então dá uma mexida, e isso fez com que eu ficasse um pouco excitado, mas não ia atacar nada disso… apenas dei um beijo na nuca da minha mãe e disse.
Eu- Mãe, eu amo você de mais, minha vida é você.
Então ela se virou de frente ficamos cara a cara. Ficou fazendo carinho em meu rosto, passando a mão em meus cabelos, então como um gesto de carinho ela me deu um selinho… e disse:
Mãe - filho vc é minha vida, sempre terá meu amor. E voltou a me dar um selinho.
Ficamos nos olhando, nos admirando, ela tinha um rosto lindo. também estava fazendo carinho em seu rosto, então fomos nos aproximando e nos beijamos… um beijo terno gostoso…
Voltamos a nos olhar e beijamos forte, de língua… eu a abracei forte, e ela fez o mesmo.
Sentia realizado com um beijo da pessoa que eu mais amava.
Ficamos uns minutos nos beijando e abraçando, então ela me puxa mais para perto, beijava seu pescoço, então passei a mão em seus seios por cima do tecido, eles já estavam com os bicos eriçados. Ela também me acarinhava o pau, por cima do short. então ela subiu em mim e tirou sua camisola, logo saltaram seus seios, lindo grandes, ela direcionou em minha boca e falou:
Mae - mama filho.. mama… faz de novo sua mãe ter prazer.
eu comecei a mamar nos seus seios, passava lingua nas auréolas, grandes, chupava e mordia os bicos. Fazia com carinho, mamava um, hora outro, segurava eles com as mãos eram maravilhosos aqueles seios.
Então ela me beijou novamente e desceu de mim, foi tirando meu short. Meu pau estava duro e grande, latejando, tenho uma rola nao muito grande 18 cm, mas ela é muito grossa. Minha mãe desceu beijando meu peito, até chegar em meu pau. Passou de leve a língua na ponta dele e engoliu ele de uma vez , até a metade. mamou por uns minutos. eu estava nas nuvens, era uma sensação que nunca tive. Lambia minhas bolas, e volta a chupar.
Então foi minha vez de tomar a iniciativa, puxei ela para cima, e deitei ela na cama. comecei a beijá-la com amor, e fui descendo, mamando mais em seus seios, até chegar em sua xana, que por sinal ela depilava. estava linda. eu a beijei, não sabia o que fazer, mas ela foi me guiando até eu achar o ponto certo para chupar, na primeira chupada ela estremeceu e gozou, gemeu alto.
Mãe - aiii to gozando filho… que deliciaaaaaaa..
Continuei lambendo e enfiando o dedo, então eu fui subindo sobre ela e encostei meu pau na porta da sua xana. Ela me orientou a ir devagar, então fui colocando cm a cm. Até o final. Nossa era um encaixe perfeito, certinho. parece que minha rola foi feita para sua xana… para ate o saco e fiquei olhando ela, então a beijei, enquanto estava beijando ela comecei um vai e vem devagar… ela começou a gemer enquanto nos . comecei a acelerar, ai ela estremeceu de novo e gemeu gritando que estava gozando.. enquanto eu metia e mamava nas suas tetas.. deliciosas… fui acelerando forte me tentando de forma que suas tetas balançavam rápido, ela gritava pedindo - mete filho mete na mamãe mete… meu homem… então ela me vira e sobe em mim começa a cavalgar.. nossa que visão suas tetas eram muito lindas balançando, eu mamava mais, então ela anunciou que ia gozar, e eu estava quase também, falei para ela acelerar, então eu explodi junto com ela.. gozei forte, foi delicioso sentir minha porra quente dentro dela. Ela desfaleceu sobre mim. Ficamos horas abraçados nos beijando. eu acariciando seu corpo. falando que amava ela, e ela o mesmo. eu estava apaixonado pela mãe que tinha.
Desde esse dia, eu continuei com minha vida, as namoradinhas, mas sempre eu tinha minha mãe em casa. Isso aconteceu até eu entrar na faculdade.

Foto 1 do Conto erotico: Uma Família - Puro amor - Parte 1 - o Início.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


106858 - Uma Familia - Muito amor - Parte 2 - Faculdade - Categoria: Incesto - Votos: 9
106859 - Uma Familia - Muito Amor- Parte 3 - A viagem. - Categoria: Incesto - Votos: 7

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico danielsilvapaoli

Nome do conto:
Uma Família - Puro amor - Parte 1 - o Início.

Codigo do conto:
106857

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
30/09/2017

Quant.de Votos:
17

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


videos de cornos que chuupamcontos etoticos fui comido na marra vestido de mulhercontos a gente comeu a cadela zooVOVO NETAS PORNO FAVORiTOtio brechamdo spbrinha sem calcinhacuzinho eroticocontos eroticos filha abusada por eletricistameu filho me fode contoCONTOS FOTOS EROTICOS SOGRAS E GENRO PIROCUDOler contos eróticos de sogras que choram na rola de negros bem dotadosajudando minha filha contos incestocontodecuzaoultimos contos sadomulher e garotos na praia conto eroticocasal evangélico submisso contos eroticoConto Erotico quadrinhoContos gay negroConto porno de meu avo me comeu e papai viumães gostosas rabudas contoscoto erotismo historia tarada pelo velho roludocontos eróticos menage com primo maridogayzibho gemendo loucamente contos heroticoscontos meu travesti mulato da pica grandequadrinho erótico amante 3Dultimos contos sadoeu sou do riu de Janeiro e a minha mamãe pediu pra que eu gozace dentro da buceta delaContos eroticos estuprada vovocontos eroticos novinha com caminhoneiro ainda bem pequenagay dominado contoFotos incesto em familia brazilConto erotico o cu da minha sobrinhaquadrinhos porno de sogra e genro negros e jumentoqudrinhos heroticos gahistorias porno real entre patrao e enpregadoContos erotico madrasta pedindo o enteado pirocudo ver os pentelhosContos eroticos adolecente espiando trvavesticontos eróticos. depois de comido pelos peões da obra virei nulherzinha delesfui enrrabada aos 9 anoscontos eroticosConto erótico de esfregando na sobrinha novinha.Lidiane meu pelado pau bem dotadodentistas rabudas contospai aran cando caboso da filha incestocontos eroticos com july fotosminha putinha contos eroticos de incesto gaycontos eróticos gay mictóriocontossiririca fididagostozas de fio detauconto dei perto do namoradobebeinocentespornoMinha colega era virgem na casa de praia conto eroticonifeta muito gostozacontos eróticos,meu patrão fudeu minha mulher e fez ela dar para um clienteconto bunda gigante carnudacontos erotico dei o cuzinho e naõ aguenteiContos erodico acabei trazando com meu intiadocontos eroticos dei o cu marido velhajucely rabudaRasgando o cu da donzela contosnovinhos batendo uma punheta para o primo contos eroticosconto erotico gay: transando com homem bonitofilho pega a mãe e fode com ela não aguentou gozou dentro do priquito da mãe e ela goza tanbem muito a ficou achando que ficou grávidafilho engravida a mae e a irma hq hentay yahoocontos eróticos minha enteada e uma putinha2017conto gay meu vizinho enzo de 11 aninhosconto erotico transando com minha irma bebadacontos eroticos/comeu novinha peludinhacomentários de mulheres casadas que já treparam com travestisconto casada tinderconto erotico rapidinha putinhaconto erotico humilhacao gordinhacasada de vestido de pirigueteconto erótico chupadaconto erotico gay com avo peladocontos de casadas pedindo ao marido pra realizar suas fantasiasentrevista de emprego brasileiro acaba em sexo contoscunhado cumedo a mulhe ia cunhadaconto de homem casado sendo penetradocontos eroticos'a primeira vez que fiz um boquete na adolecencia'contos com fotoscfm casadastravesti do pirocao com casal conto eroticocasada safada linda