Confissão: Adoro beber porra!



Esse conto difere dos anteriores em muitos sentidos. Resolvi escrever de uma forma mais agressiva e menos puritana aqui. Eu estava pensando em escrever um relato completamente diferente, mas meus dedos começaram a digitar por conta própria o conteúdo abaixo enquanto minha bucetinha ficava molhadinha por me abrir dessa maneira. Essa é uma compilação da minha história sexual.


A verdade é que eu adoro beber porra. Sempre gostei. Meu marido, quando transo com meus amantes, gosta mais que gozem dentro da minha buceta. Ele tira porra com os dedos e eu chupo tudo, tomo tudo, tudo o que posso. As vezes faço ele limpar pois gosto que ele beba porra também. Hoje ele não liga mais tanto assim de fazer o serviço. Ele sabe o quão excitante isso é pra mim. As vezes faço ele limpar a própria esporrada e faço ele me dar a porra num beijo molhado. Gosto que gozem na minha bucetinha, mas o que eu gosto mais é de beber leite.

Sempre gostei de beber porra. Desde novinha. Eu chupava um ou outro carinha e a vida ia seguindo. Na escola eu tentava ser discreta, mas as vezes levava um ou outro garoto pra casa, meus pais trabalhavam ambos fora e eu era quem fazia o almoço... então as vezes o meu almoço era acompanhado de um mingalzinho. Que mal tem? Éramos todos jovens, inexperientes e eu chupava um pau ou outro. Quando tinha 17 anos namorei um cara grande, alto, atlético, ele era bem tarado e tinha um pau muito grosso. Ele esporrava fartamente. Me apaixonei por aquela esporrada. Aguentei de tudo, levei chifre e irrelevei o comportamento besta dele durante alguns anos, só porque amava aquela porra e aquele pau. Nosso relacionamento durou um tempo considerável e no fim eu terminei com ele.

Quando conheci o Anderson, foi num barzinho na cidade onde eu morava e ele estudava. Ele tinha uma pegada irresistível e acabei cedendo. Saímos do bar, fomos para um beco e eu chupei ele ali mesmo. Só parei quando tive o que queria. Não deu outra: ele se apaixonou ali mesmo. Não namoramos de imediato e ele demorou pra marcar algo. Acabei bebendo porra e transando com outro carinha nessa uma semana que ele demorou pra tomar atitude.

No segundo encontro eu estava menstruada, então não rolaria nada. Vemos um filme e comecei a me esfregar nele. Quando estou menstruada sinto ainda mais tesão. Gozei só me esfregando nele sentado no sofá. Me agachei na frente dele e fiz ele gozar na minha boca duas vezes seguidas sob o risco de algum colega dele entrar na sala.

Durante vários meses fomos ficando e eu trabalhava perto de onde ele morava. Passava na casa dele após o trabalho e, se ele tinha que estudar, eu ficava lá lendo algo e chupando ele de tempos em tempos. Eram de uma a duas chupadas até a hora que eu fosse embora. Ele sempre finalizava na minha boca ou no meu rosto. Se ele estava desocupado, transávamos e as vezes eu ia trabalhar no dia seguinte com a mesma roupa, por não ter ido pra casa. Um dia, com a desculpa de estar bêbada (todos estávamos) fiz questão de falar a todos os meninos da república dele que a coisa que eu mais gostava era de chupar um pau e receber porra na boca.

Eu nunca havia traído meu ex, mas acabei traindo justamente o Anderson após uma briga e foi justo... com meu ex... fui acampar com ele e acabei me entregando. Dei até o cu, coisa que nunca havia dado enquanto estávamos juntos (relatei isso no conto 19426)... foi embaraçoso, mas acho que a partir dali o Anderson começou a sentir tesão em me imaginar com outro.

Fora isso sempre fui recatada. Até que transei com amigos que foram nos visitar ao que parece ter ocorrido há uma vida atrás (contos 19385, 19414 e 19434). Nessa época já fiz minha primeira DP anal-vaginal. A partir daí a coisa ficou séria.

De lá pra cá minha vida mudou muito. Conseguimos uma ascensão social razoável. Frequentamos clubes de swing, no começo só assistindo aos outros casais, tentamos várias casas na região de Curitiba antes de frequentar alguma e sempre variamos os lugares, não queríamos reconhecimento no meio. Tivemos uma ou duas experiências e a coisa continuou. Era bom, só isso. Nessa época fiz de tudo, DP anal-vaginal, DP-vaginal. Chupei vários paus e ganhei leite de todos, etc. O Anderson organizou um bukkake. Rapazes todos testados para DST's e etc. Nunca bebi tanto leite de uma vez só (ainda não relatamos essa). Mesmo no swing eu era o centro das atenções, o Anderson não ligava de ficar com outras mulheres. As vezes eu o convencia e chamava uma solteira ou uma casada e ele dava conta de nós duas, mas ainda não havia estado de fato com outro casal.

Além disso, ele ainda era um pouco preocupado com relação ao meio liberal, mas consentia mais e mais e isso cada vez mais lhe excitava. Percebi que eu não era uma mulher de um homem só e comecei até a achar a monogamia não-natural. Encontramos um meio termo, onde poderíamos ser sexualmente livres, mas nos cuidando, e ainda nos amarmos e nos respeitarmos como casal. Na sociedade atual ser monogâmico é bom financeiramente falando. Nessa época já escrevíamos aqui para o site e chegamos a publicar sob outro nome histórias nossas em outros sites. O Anderson já excitado com tanta putaria, me ofereceu como presente de aniversário a um amigo que era bonito, gostoso, tinha 21 anos e que de alguma maneira ainda era virgem (contos 26105 e 26262).

Nessa época comecei a manter alguns amantes fixos. Um deles ficou noivo e um dia nos chamou para uma putaria após eu mais ou menos ter colocado a ideia na cabeça dele (conto 27031). Depois perdi esse amante fixo por ciúme da, atualmente, esposa dele.

Eu me masturbava no trabalho, imaginava todo mundo me comendo. Carregava um vibrador e um plug pra onde fosse. Sentia tesão constantemente.

Em todo esse tempo em que finalmente pude fazer o que eu queria, já me expus em lugares em que ninguém conhecia. Sai do carro e andei na calçada ou entrei em estabelecimentos semi-vazios com porra no rosto, no corpo ou na roupa. Transei na beira da estrada, inclusive com dois (meu marido e um amante). Em barzinho já pedi pro meu marido ir no banheiro e bater uma no copo pra eu beber drink com porra. Fui pro trabalho, balada e diversos outros lugares sem calcinha e de vestidinho ou mini saia e por vezes fiz questão de que alguém notasse. Já frequentei academia de legging sem calcinha (amava fazer isso). Já emendei feriado com final de semana indo pra balada e voltando com um homem diferente pra casa em cada noite enquanto meu maridinho não estava. Guardei a camisinha de cada um e na segunda-feira coloquei todas elas penduradas na cabeceira da nossa cama pra quando meu marido chegasse. Já fui sozinha pra balada sem tomar banho depois de ter metido a tarde toda com meu marido e alguns fixos. Inclusive numa dessas um cara me levou pro motel e comeu as sobras provavelmente sem se dar conta. Já fiz bukkake e fui pra balada beijar... Já fiz todo tipo de loucura... Já transei com amante fixo lá em casa enquanto meus sogros estavam na sala com meu maridinho. Já dei pra dois na sala com meus pais, que haviam vindo visitar a gente, dormindo em um dos quartos. Já transei com marido e amigo no banheiro em um casamento de uma amiga. Já chupei homem casado em banheiro de formatura... Durante todos esses anos posso dizer que fiquei completamente depravada e por vezes perdia completamente a noção dos riscos. Aprendi que você não precisa estar num glory hole pra chupar o pau de um desconhecido e tomar leitinho quente.

Mas todo esse tempo e eu não havia realizado uma das minhas fantasias, pegar um negão que fizesse jus à lenda de que os negros são pauzudos. Entenda, eu já havia estado com negros antes, mas nenhum era de fato superdotado ou algo assim. O Anderson arranjou tudo com um colega de infância que era conhecido por apelidos que faziam referência ao tamanho do seu pau (conto 27488). Primeiramente a ideia era me apresentar como uma puta e o cara me comer sem saber que eu era na realidade a esposa... mas não deu muito certo. Descobrimos que ele sabia de tudo e inclusive já tinha batido umas vendo fotos minhas em nossos perfis em redes sociais. Após essa primeira vez com ele, houveram outras, mas nunca relatamos aqui. É claro, tomei muita porra do negão (aliás, saudades dele).

O Anderson me libera pra quem eu quiser. Eu escolho, geralmente conto pra ele, e ele aprova e quando não aprova justifica o porquê. Sou uma mulher satisfeita. Não sei mais, sinceramente, de quantos homens já tomei porra. Tive vários amantes fixos ao longo desses cerca de 7 anos de vida liberal (relatei alguns nos contos 28797, 29792 e 134589). No começo da vida liberal evitei homens casados. Fidelidade é algo importante, eu pensava. Hoje acho que é mais fácil. Se o cara é casado, você chupa, ele te come, goza onde você mandar. Você vai pra sua casa e ele vai pra casa dele. Se você não quer mais, corta o contato aí mesmo. Não tem que ter complicações. Se estiver em algum lugar, leva o cara pro banheiro, dá ou chupa, ele volta pra família e você pro corno. Você pode até mesmo dar a calcinha de presente pra ele levar de recordação que... se ele for pego o problema é dele.. não tem mensagem em celular, não tem seu contato, não tem nada que o ligue à ele.

Um dia ficamos sabendo da existência de couchsurfing e, como planejávamos uma nova ida para a Europa, resolvemos anunciar nosso ap. em Curitiba. Recebemos um estudante europeu que ficou morando de fato conosco durante algumas semanas. Em pouco tempo eu já estava dando pra ele (ainda não escrevi sobre isso).

Realizei uma fantasia de trabalhar como puta de esquina por uma noite (conto 29866), chupei um desconhecido e dei para o meu marido e o estudante europeu, que foram me buscar como se fosse para um programa. Transei num motel e usamos camisinha (afinal, eu era uma puta, certo?). No final de semana seguinte conseguimos agilizar de eu trabalhar por uma noite numa boate. Dançando, à princípio, mas terminei a noite no motel com um cliente após o expediente (ainda não relatamos isso num conto). Foi uma experiência tão gostosa que mantive o emprego na boate por dois meses (mas nesses dois meses só repeti de sair com outros 2 clientes). No meu aniversário, naquele mesmo ano, o Anderson organizou uma orgia comigo sendo o prato principal (contos 36004 e 36672), que foi uma delícia! Melhor presente que pude ganhar.

Nós fizemos uma viagem com um dos meus amantes fixos (o Márcio, o de mais longa duração) pela América do Sul e América Central. O corno pagando tudo, inclusive a conta do Márcio, que foi quem nos acompanhou. Dei para os dois a viagem toda e tive a oportunidade de beber porra de pelo menos um homem em cada país... também não escrevemos sobre essa aventura, mas posso dizer que os sabores são bem diversificados =D . Tive ainda experiências inusitadas e nada planejadas, como a vez que bebi porra de dois estudantes para quem eu dei carona (conto 61338).

Teve ainda uma viagem para a Europa e leste europeu, também com muito sexo com desconhecidos. Fiz a fama das brasileiras entre homens que só ouviram falar de carnaval e funk. Falei que éramos todas putas mesmo e fiz valer o estereótipo na cama. Isso me excitava mais ainda.

Nesse período todo perdi meu emprego e tentaram me expor. Processei esse pessoal e ainda sai por cima. Fui diagnosticada como ninfomaníaca por duas terapeutas independentes. Engravidei do meu marido, nos mudamos para outra cidade e arrumei um novo amante fixo (134589), o Fábio, que me comeu durante todos os meses de gestação (inclusive me fodia na hora que a bolsa estourou), tive minha filha. Mantive o Márcio como amante fixo em Curitiba e as vezes ele vinha me visitar e eu continuei tomando vara e leite dele. O Flávio praticamente morou comigo nos 45 dias após o parto, como ele tinha horários mais flexíveis que meu marido, isso ajudou muito. Tomei muito leite dele nessa época, já que não podia transar. Fiz de tudo pra manter o corpo em forma sem a necessidade de procedimentos estéticos que fossem desnecessários, e acho que consegui. Tenho poucas amigas mulheres, já que elas não me dão leite de pau, que é o que me interessa de fato.

Agora estamos para nos mudar novamente e queremos ter um segundo filho. A vizinhança aqui já comenta muito o fato de o Fábio ficar tanto em nossa casa. Esses dias o Anderson estava no mercadinho e chamaram ele de corno. Boa hora para voltarmos pra casa, espero ainda ver o Fábio. Além disso, estamos pensando em fazer uma "loucura planejada", mas ainda não temos certeza. Se fizermos, vocês ficarão sabendo em primeira mão.

Temos várias histórias não relatadas antes, seja por falta de tempo pra escrever ou por priorizar outros fatos.

Leiam nossos contos anteriores, votem, comentem e quem sabe podemos voltar em algumas dessas histórias não contadas muito em breve.

Foto 1 do Conto erotico: Confissão: Adoro beber porra!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass

kzdopass Comentou em 04/06/2019

Relato surpreendente e tesudo, adorei, gostaria muito de ter casado com um mulher assim, mas iria querer metade da porra que ela bebe, bjs ao casal e parabéns.

foto perfil usuario casalsexy1983

casalsexy1983 Comentou em 27/05/2019

Delícia beijaria assim mesmo sem preconceitos

foto perfil usuario xarle

xarle Comentou em 09/04/2019

Chupadora safada, o que mais gosto é gozar numa bokinha !!! Votado !!!

foto perfil usuario olavandre53

olavandre53 Comentou em 25/03/2019

Adorei linda, e essa foto, então...

foto perfil usuario

Comentou em 24/03/2019

Oiêêêê Somos um casal 😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈 .. Apesar de nossos contos serem classificados como "fantasias", eles são reais, é que não existe outra classificaçao mais adequada no site para eles, esperamos que entenda...Queremos novos amigos ... Leia nossos contos mais recentes estão muito bons! Beijos. 😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈😇😈

foto perfil usuario pierrythierry

pierrythierry Comentou em 22/03/2019

Amo da leitinho..!! O meu é farto e bm grosso.

foto perfil usuario danngato

danngato Comentou em 22/03/2019

Em que ponto existe amo,em seu relacionamento. Além de fantasias e tesao e putária,pelo que vc narra em qual momento vc tem desejo pelo seu esposo só vcs dois. Parabéns por mais um conto

foto perfil usuario ciumens

ciumens Comentou em 22/03/2019

Qual o marido liberal que não sonha em ter uma esposa assim...

foto perfil usuario jr31

jr31 Comentou em 22/03/2019

Delicia de conto!

foto perfil usuario flamengo21

flamengo21 Comentou em 22/03/2019

que safada, é um tesão essa vida, sexo, mulheres diferentes, se tem tesão então, melhor ainda, mas um pouco de discrição ajuda. cuidado. votado.

foto perfil usuario casadosafada

casadosafada Comentou em 22/03/2019

Simplesmente delicioso. Menina que tesão. Que loucura. Fiquei aqui imaginando cada depoimento seu. Estou aqui imaginando cada cena que aconteceu nesses contos não relatados. Tesão demais. Aguardando as novidades. Bjos ao casal. Fiquem em paz.

foto perfil usuario laureen

laureen Comentou em 22/03/2019

❤💚😜...Oi ,Li,Votei,Parabéns,💚❤ 💋 💋 ótimo conto,cheio de tesão!!! VOTADO.., posso te pedir um voto NO MEU 1º CONTO 58.222,BJOS DA LAUREEN💋❤💚😜💋

foto perfil usuario hedonista67

hedonista67 Comentou em 22/03/2019

Delícia de conto e de foto !!!

foto perfil usuario pedroam

pedroam Comentou em 22/03/2019

Delicia! vc é meu sonho de consumo, vampira de semem e acho que é tesudamente louca para emprenhar de outro, e se possivel, fazer o corno pensar que é dele! Relato votado e gozado!

foto perfil usuario robertoeluiza

robertoeluiza Comentou em 22/03/2019

Cada um cada uma sua maneira na cama. Umas gosta de tomar, outras cheirar. E aqui em casa a Lú gosta de guardar tudo dentro da xota e não desperdiçar nada! Sempre tenho que gozar e encher a xota dela. Não aceita ganhar meu sêmen no corpo somente na xota. As vezes coloca um absorvente para segurar tudo na xota

foto perfil usuario pedror

pedror Comentou em 22/03/2019

Demais o conto! Uma relato mais cru e direto e muito excitante! Parabéns!

foto perfil usuario martisant

martisant Comentou em 22/03/2019

Fascinante

foto perfil usuario miguelita-

miguelita- Comentou em 22/03/2019

Que conto lindo ! Eu adoro beijar minha esposa com porra na boca dela ! É uma briga de língua , um quer mais que o outro !

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 22/03/2019

Eu também adoro!!! Não desperdiço nadinha, engulo tudo!!! Votado...bjs




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


19385 - Minha namorada e mais 3 amigos Parte 1 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 83
19414 - Minha namorada e mais 3 amigos Parte 2 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 45
19426 - Minha namorada foi acampar e me traiu - Categoria: Traição/Corno - Votos: 43
19434 - Minha namorada e mais 3 amigos Parte 3 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 37
26105 - Dei minha namorada como presente de aniversário 1 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 90
26262 - Dei minha namorada como presente de aniversário 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 153
27031 - Primeira vez com outro casal - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 121
27488 - Bia e um negão - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 95
28797 - Meus amantes - Parte 1 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 73
29792 - Meus amantes - Parte 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 83
29866 - Bia, puta de esquina - Categoria: Fantasias - Votos: 97
36004 - Aniversário da Bia, puta de 4 homens - Parte 1 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 93
36672 - Aniversário da Bia, puta de 4 homens - Parte Final - Categoria: Traição/Corno - Votos: 84
61338 - Chupei dois paus - Categoria: Traição/Corno - Votos: 61
134589 - Meus amantes - Parte 4 - Eu, grávida, transando com o novo personal trainer - Categoria: Traição/Corno - Votos: 59
135261 - Dei o cu para o entregador - Categoria: Traição/Corno - Votos: 88
135487 - A Bia acha os drinks melhores se tiverem porra - Categoria: Fetiches - Votos: 35
137361 - Quem quer gozar na boca da minha mulher? - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 35
137368 - Pedi pro meu amante personal trainer me arranjar um negão sarado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 38
137482 - Dando para o amante com os sogros em casa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 127
137955 - Bia provocando na boite, e fim de noite no motel com outra mulher - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
140306 - Colocando nossa fantasia em prática: Bia engravidando do amante - Categoria: Traição/Corno - Votos: 35

Ficha do conto

Foto Perfil casalctba12
casalctba

Nome do conto:
Confissão: Adoro beber porra!

Codigo do conto:
135285

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
20/03/2019

Quant.de Votos:
42

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


conto de incesto deixei minha filha de 10 da para o meu maridofilho pega a mãe e fode com ela não aguentou gozou dentro do priquito da mãe e ela goza tanbem muito a ficou achando que ficou grávidacontos sado com fotosvídeos bêbadafui mija e estrupada pornôdoidoconto erotico gay cine pornoconto erotico safada provocadoraconto de encesto sou filho único mamae e casadaconto erótico de mulher traindo marido com amigo taradoeu meu marido corno e o nativo na praiaLevanta a saia com uma lapa de buceta xvideodois pirocudos espludiram a buceta da novinhaincestomeninosgayConto erotico 25cm grosso na crente magrinhacontos de filhas dando pros paisconto me lambuzou de porraconto erotico trans amiga da minhaconto.erotico.tia.sogra.cunhadacontos eróticos com minha irmanzinhaconto erotico boqueteirapapai bundudos gay incestokomik ngentot terbarucontos eroticos vi mamae fudermeter na titiapornocomendo minha mae contos eroticos wsw uadrinhosvizinha chantagem anal contofechei a porta pra fuder com meu pedreirocontos erótico de Incesto mães e filhos .contoeroticoburrofedor contos erotico gayContos eroticos empresidioscontos de pirocudoconto sexo caminhoneiro cacetudoamigo do meu marido e maniaco contos eroticomeu cunhado rancou sangue do meu cucasados contos incesto mae dopadaEu me ajoelhei para o meu namorado e chupei esse pauconto porno com velhotirando o atraso com a sobrinha de minha mulher contosconto esposa perde aposta e tranza com molekcontos eroticos de vovô faz netinho de femêa para fuder gayscontos eroticos reais/corno nem viuultimos contos incestoscontos com fotos cfm casadasvídeo de sexo com iníciado lésbicas fodi a buceta da mulher uruguaia contosxramster fode caralho me arrombagordinha morta contos eroticossalinas vampcontos de orgias na fazendaLidiane meu pelado pau bem dotadocontos eroticos.com/casdas e empregadocontoeroticosafadinhaquadrinhoporno era do jeloupornô em desenho animado tia e sobrinhoporno contos com sogro.e cunhado duplacontos gay advogadoporn contos eroticos casada amarrada e violentadaconto erotico a tia marinalva da bunda grandona de maisutimoscontosconto erotico gay vendendo meu namoradocontos negao rasgador de velhasvideo de homem do penis abaixo do juelho na ponhetacontos arrombado o cu pelo padrinhocontos eróticos com marido bêbado e desconcentração bem dotadoContos érotico de visinhas vigensContos tio coloca pau a bundinha daenina pequenininhaVovôs peludos cacetudos nusporno filhinha padrasto Com peNsamentoS torridosfilhas gostosas contoscontos erotiko durmi na casa da minha madrinhacontos eroticos reais lavando roupascontos eroticos tininha aluna esforçadacontos erotico coroas e meninos gaycontos eróticos de sogra gostosarabo da minha putaconvenci minha mulher a dar a buceta pro nosso filho de doze anos contos reais e veridicosquadros de vovos eróticosultimos contos sadocontozoofiliaquadrinhoconto erótico pistaconto erotico minha mim deixado de castigocartoon porno mae e filhoskatista porno numero do zapmonica puta amante itusalam.sxy.videosogro chupando a noraWww.novinhamoleca.comcontos eróticos de sogro coroa tirando as preginhas da norinha novinhacontos erotico flagra de incestoPenis porno no banheirocontos eroticos dei a bundinha por balascontos erotucos a filinha brm pequenaveridico, flagrei minha mae transandoMinha filha tem buceta bem tufadinha e grandi ve contossexo contos erotico pasaram a mao na minha bunda meu marido nao viuincesto contos eroticos gay chupei o cu de paicontos eroticos de sogras 2017conto gay dormia todo dia a pica do irmão na boca. eea uma delicia. mamava antes de dormir