Coroa na sauna



No meu prédio tem duas saunas. Normalmente o pessoal usa para relaxar ou mesmo para conversar com os amigos. Quando esse relato aconteceu, estava na academia que fica ao lado das saunas. Odeio fazer academia, então me planejei para fazer meia hora de exercício e ficar meia hora na sauna, relaxando. Como já era tarde, quase nove da noite, a academia estava sozinha. Tinha ela só para mim. Estava correndo na esteira quando chega a Verônica. Verônica deve ter em torno de seus quarenta e cinco anos. Corpo turbinado, sem gorduras em excesso. Ela é daquele tipo de coroa que se bronzeia e pinta o cabelo de loiro. Quando ela chegou, ela me olhou e me cumprimentou de longe. Quando mais novo, era muito amigo do filho dela, que devia ser uns seis anos mais novo que mim. Ela sempre me tratou muito bem, e sempre tive muita vontade de comer ela. Quando ela entrou, percebi que vestia uma legging de oncinha e um top rosa.
-Tudo bem Victor? (NOME FICTÍCIO. SERÁ? FICA NO AR O MISTÉRIO)
-Tudo bem e você?
-Ah, eu estou ótima. Adoro vir esse horário que não tem ninguém eu posso ficar mais a vontade para fazer meus exercícios. Não gosto quando tem muita gente, fica todo mundo me olhando me secando. Claro que gosto que olhem, mas também não precisa babar né?
-O pessoal não tem mais respeito.
Ela sorriu e foi para um canto, mesmo após a fala dela, tive um pouco de dificuldade para não olhar. Quando mais ela se exercitava, mais o suor escorria sobre aquele peito e desaparecia no top. Ela então decidiu se concentrar de frente para o espelho, que fica juto de frente para mim. Cada agachamento era uma visão, ela não estava usando calcinha então comecei a perceber o legging entre   e sem perceber, uma ereção começou a brotar. Sem que eu notasse o timer da esteira parou e quase cai no chão. Ela correu para me ajudar e acho que acabou percebendo.
-Você está bem? (ELA PERCEBE O VOLUME NO SHORTS) Nossa, parece que está tudo ótimo né?
-Desculpa dona Verônica, acho que eu caí muito rápido e não sei o que pod...
-Pode para, primeiro que não é dona. Segundo que sei muito bem o que aconteceu aqui. Relaxa é natural.
Eu agradeci a compreensão e comecei a pegar minhas coisas.
-Mas você já vai? Só porque eu cheguei?
-Na verdade eu vou ficar um pouco na sauna úmida. Foi descansar um pouco lá.
Ela sorriu enquanto eu entrava na sala das saunas. Para quem nunca entrou numa sauna úmida, a fumaça é muito forte, e dependendo do lugar, fica difícil de se enxergar. Onde eu moro, colocaram justo ladrilho branco na sauna. Ou seja, é quase impossível de se ver.
Lá estava eu, na sauna até que bem tranquilo. Meu pau ainda latejava daquela visão da verônica. Minha sunga já não segurava e a cabeça começava a roçar no meu umbigo. Como estava sozinho decidi me masturbar pensando em verônica. Ah, aquela bunda, aqueles seios aquele... na janela da porta da sauna. Lá estava ela. Só me observando e sorrindo para mim.
Ela abre a porta “tá com tanto calor assim?”
Ela se aproxima de mim. Na época, apesar de já ter transado, não era tão experiente. Verônica se senta do meu lado. E começa a deslizar levemente os dedos no meu pau. Das bolas subindo até a cabeça.
- Então quer dizer que você gostou do que viu é?
Eu não conseguia responder, tudo estava acontecendo tão rápido.
-RESPONDE! – Ela deu um tapa no meu rosto e apertou o meu pau!
-Responde se não gostou do que viu?
-Gostei! Gostei!
Ela então sorriu para mim e sem falar nada começou a chupar o meu pau. Eu não conseguia acreditar no que estava vendo. Aquela boca passeava pelo meu pau, descia até minhas bolas, me chupava lá. Era uma delícia.
-MINHA VEZ!
Verônica simplesmente pegou minha cabeça e colocou em seus seios, ainda com o top. Sem pensar eu rasguei ele toda. Ela gemeu e só de ouvir quase gozei. Comecei a chupar seus seios e revezava. Ora o mamilo esquerdo, ora o direito e ela parecia gostar quando minha língua passava entre os dois.
Ela começou empurrar minha cabeça mais pra baixo. Sem dúvida fui passando a boca em cada parte daquele corpo majestoso. Ela que chegou na sua buceta. Ela ainda vestindo a legging, quando começo a tirar...
-Sem tirar, quero ver se você consegue!
Comecei a chupar aquela buceta, que parecia tão gostosa, mas a legging atrapalhava demais. Comecei a forçar com minha língua para que ela sentisse bem. Ela então começou a gemer bem alto! Comecei a sentir o gosto do seu mel passando pela legging. Eu não aguentei e arranquei aquela legging até seu tornozelo. Ela ainda usava tênis então não consegui tirar tudo. Comecei a chupar aquela buceta, ela colocava seu pé nas minhas costas e deitava aproveitando cada momento.
Com o tempo, fui sentindo confiança e descendo mais e mais minha boca até o seu cu. Com muito vontade ela se virou e enfiou aquele rabo na minha cara. Nossa como era bom, sentir o cheiro daquele cuzinho, sua bunda apertava meu nariz e minha boca, a ponto de quase me sufocar, mas eu gostava, eu queria mais. Ela se levantou.
- Agora sua vez!
Ela se ajoelhou, pegou uma das minhas pernas e se levantou para apoiar em um degrau da sauna. Ela embaixo de mim tinha acesso a tudo. Ela chupava minhas bolas enquanto me punhetava e, assim como eu, começou a avançar. Ela começou a passar a língua pelo períneo o que já era uma sensação nova. Mas ela não parou. Ela começou a passar a língua no meu cu. Nesse momento quase gozei novamente. Ela começou a me chupar por trás enquanto me punhetava na frente. Era delicioso. De forma brusca ela me colocou de quatro e começou a enfiar toda a língua no meu cu.
-Eu vou gozar!
-Não vai Não!
Ela automaticamente colocou meu pau na sua buceta e ficou de quatro, eu bombava aquela mulher com toda a minha força, ouvindo-a gemer. Cada gemido me dava mais e mais vontade de gozar. Mas eu segurava o máximo que pudesse. Ela pegou o meu pau e começou a encaixar no cu dela. Nossa, que sensação maravilhosa. O primeiro cu a gente nunca esquece. Tava tão apertado e meu pau tão molhado do mel dela que entrou perfeitamente. Nessa hora ela parou tudo, me deitou e quase que como mágica, sua buceta deslizou no meu pau. Ela começou a cavalgar mim, quicando e eu bombava para leva-la o mais alto possível.
-VAI, não para.
Ela me deu um tapa.
-NÃO PARA!
ELA ME DEU OUTRO.
-VAI, VAI! VAI! VAI!VAI!VAI!VAI!
Com uma mão ela apertava os seios como se fosse arrancá-los, a outra apertava o meu pescoço e colocava um ou dois dedos na minha boca. Eu não tava aguentando. EU ia gozar e ...Verônica se levantou em um salto, correu para o meu pau e recebeu naquela boca toda a minha porra. Quando terminei ela olha para mim, sorri, e me dá um beijo, lambuzado de porra. Aquela porra escorria por nossas bocas, com a língua passando por dentro e por fora. Nunca pensei em receber porra, ainda mais a minha.
Ela logo se vestiu, e foi embora, me deixando sozinho na sauna.
Foto 1 do Conto erotico: Coroa na sauna

Foto 2 do Conto erotico: Coroa na sauna

Foto 3 do Conto erotico: Coroa na sauna


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


141108 - A milf + a surpresa - Categoria: Coroas - Votos: 16
141198 - A milf + a surpresa parte 2 - Categoria: Coroas - Votos: 10
149341 - putaria no motel - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 3

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico novinhobarbudo

Nome do conto:
Coroa na sauna

Codigo do conto:
150590

Categoria:
Coroas

Data da Publicação:
15/01/2020

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
3


Online porn video at mobile phone


conto incesto jessica novinhapunheta.comtoa.comgozandofiquei bebada e me levaram pra orgiaxvidios gay esperma na baladarelatos esposa metendo eo corno dormindoContos eroticos de novinha cega fudendoSou uma senhora e meu cu vive cheio de porra,conto eróticovideo dando o cu deitada de brucos gritando de dorviciado em nifetas contos eroticisporno enquadrinhos mamae vadiacada dos contos eroticos coroa mihonamamae e mais pentelhuda que a minha namorada conto eroticogostoza bunda grande negrascontos erotico dei a minha buceta para meu pai sem quererespionando as meninas do convento greludasconto erótico favelaconto erotico gay menino deu o cu para o engraxatecontos eroticos amiga da irma mais velha cinquentonafoda tarada e gostosa arrancanfo o cabaçi incstoCANTOS FOTOS EROTICAS DE COLEGIAS NOVINHAS COM NEGAO PIROCUDOcontos com fotoscfm casadascontos etoticos usava sonifero para abusar da minha filhacontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigacontoseroticos minha mulher de o cuzinho para o capataz roludocontos eroticos cu arrebentadocontos eroticos gay mijoconto erotico edna costureirameninas arrombadascomi uma neguinha de 62 anosele a enrabala e ela a cagar.se pornoburbuja bombon bellota comic pornofui pedir ajuda ao meu vizinho ele me comeuconto novinha o cara era pintudo de mas ele mim lascou todacontos eróticos de dona dalva bundudaconto erótico hermafroditaconto gay incesto irmãosConto erotico gay eu e caminhoneirocomtos exitantescomi acadela de rusputa com o cu arreado porno caseirocontos carona casadaconto erótico incesto meu marido comeu a bucetinha da nossa filha e eu aproveitei pra dar gosstoso pro nosso filhoconto erotico avo gayContoeroticofodidaFoto picudo fudenos as casadaPokemon meninas nuas gozandocontos eroticos encoxada no onibusmeninas da family guy peladasBaixar foto da cintura para baixo pelada de homemcontos eroticos fodi a filha gostosa bundada vai fode socaultimos conto sadoconto gay uberconto erotico enteada brincadoConto dr estrupo na mesa de sinucaconto gay professorconto eroticoesposa senta no colo do negaoquadrinhos porno de sogra e genro negros e jumentoconto arebentei cu traveste novinhaveiadobucetaocontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigafoto bumda grande e buceta descabasadamaegravidafilhocontoconto porno minha primeira mastubaçaofilhaputacontoler contos tio comendo sobrinha virgem de 2017sou loira fiz voquete no meu chefe branquinhocontos.eroticos biquini punheta incestoporno gay cunhadoconto erotico gay viado vai pra casa do coroa dar o cuContos erotico enteada virgem escutando madrasta chorando no picao do padrastocontos eroticos gosto de dar pra estranhostrai meu marido com irmao dele