NO CONSULTÓRIO



Meu primeiro emprego foi aos 18 anos, como office-boy numa fábrica em minha cidade. Tinha perdido minha virgindade ha pouco tempo com uma namoradinha da escola. Certo dia cheguei para trabalhar e minha chefe disse que naquela semana todos os funcionários da fábrica se submeteriam a um exame médico e que eu me digirisse a um consultório indicado por ela pra fazer o meu. Cheguei ao consultório 15 minutos antes e fiquei aguardando na sala de espera. A recepcionista, uma garota um pouco mais velha que eu, me atendeu pedindo que eu aguardasse um pouco, pois já seria atendido. Além de mim e da recepcionista, não havia mais ninguém no consultório. Não pude deixar de reparar que às vezes, a recepcionista me lançava olhares insinuosos, me medindo dos pés à cabeça que eu prontamente correspondia. Do nada a recepcionista me perguntou se era a primeira vez que eu faria o exame e eu confirmei que sim. Aproveitando, perguntei pra ela se o tal exame era muito demorado ou complicado e ela disse que não sabia ao certo pois dependendo do paciente, alguns demoravam mais, outros menos...Ao dizer isso seu telefone tocou e ela me mandou entrar na sala ao final do corredor.Entrei na sala e me deparei com uma médica, aparentava não possuir mais que trinta e poucos anos, uma mulher muito simpática que aos poucos foi vencendo minha timidez e me deixando mais a vontade para responder seu questionário prévio. De repente a Dra. fez uma pergunta que confesso que fiquei corado de vergonha. Perguntou-me se eu já havia tido alguma experiência sexual. Eu dei um sorriso amarelo mas ela prontamente me tranqüilizou dizendo que fazia parte do exame e que eu não me preocupasse pois todas as informações não sairiam daquela sala. Disse a ela que perdera a virgindade a pouco tempo e fui obrigado a fazer um breve relato de minha experiência. Enquanto contava, notei que os olhos da Dra. brilhavam...Após meu breve relato, a Dra. me fez outra pergunta que respondi de bate-pronto. Ela me perguntou se eu tive alguma experiência homossexual e eu franzindo a testa respondi que nunca. A Dra. com um sorrizinho malicioso me disse:
_ Ok, garoto, tudo bem, vamos então ao exame. Está vendo aquele biombo ali? Vá atrás dele, dispa-se e coloque o avental azul que está lá...Fiquei congelado com a idéia de me despir, porém como não tinha outra alternativa, fiz oque a médica mandou. Como estava um pouco frio, ao me despir, fiquei com meus mamilos muito arrepiados e com meu pinto pequeno e encolhido e meu saco enrugado de frio. Sai de traz do biombo e caminhei em direção a Dra. que mandou que sentasse na cama ginecológica que havia ali. Ela não deixou de reparar meus mamilos super salientes no avental e passando a mão em um deles pediu para eu relaxar. Nessa hora parece que foi automático: senti um arrepio na espinha e meu ânus se contraiu. Nunca havia tido essa sensação antes. Tentei disfarçar o máximo que pude. O exame segui normal, ela tirou minha pressão, examinou minha garganta, olhos, ouvidos, enquanto ficava bem próxima de mim pude sentir seu perfume suave e sua respiração cada vez mais ofegante. Depois mandou que eu me deitasse na cama. Deitado, ela começou a apalpar minha barriga, meu ventre. Confesso que tive que me controle bastante pois meu pintinho começava a apresentar sinais de reação aqueles contatos em meu corpo. Pegando um termômetro disse que ia medir minha temperatura. Eu ingenuamente fui erguendo meu braço para colocar o termômetro sendo logo interrompido.
_ Não, garoto, aqui eu tiro a temperatura de outro modo. Quero que vc vire de bruços pra mim. Não entendi nada mas fiz o que ela mandou. Senti suas mãos erguendo o avental até a cintura deixando minha bunda exposta.
_ Nossa, garoto, que bundinha lisinha você tem! Disse a Dra dando um tapinha de leve na minha bunda. Senti uma de suas mãos abrindo minhas nádegas e em seguida algo pontudo e fino invadindo meu cuzinho virgem. Não consegui me controlar mais e soltei um gemido baixinho e meu cuzinho se contraia sem parar. Com o termômetro em meu ânus a Dra. começou a alizar minha bundinha branca que logo ficou toda arrepiada.
_ Está gostando disso? Perguntou ela. Eu, muito excitado com a novidade não pude mentir e respondi que sim. Ela então começou a mexer no termômetro fazendo com que meu cuzinho piscasse cada vez mais rápido e meus gemidos se tornassem mais altos. Sem avisar ela tirou o termômetro mas mandou que eu me mantivesse naquela posição. Observou a temperatura me dizendo que estava normal.
_ Fica assim que vou fazer uma coisa pra ver se vc gosta...vamos examinar essa bundinha, abre ela com as mãos pra mim...Prontamente obedeci. A Dra. começou a lamber toda a extensão de minha bunda e finalmente alojou sua língua quente e úmida em meu ânus...quando senti sua língua tocar meu ânus, comecei a gemer mais alto e vi estrelas...
_ Isso, geme garotinha, geme com a língua a Dra. no seu cú, geme....
_ Que gostoso Dra...nunca tinha sentido isso...gostoso...mete mais sua língua no meu cuzinho. Ficamos nessa sacanagem por uns vinte minutos e em seguida a Dra. mandou que eu virasse de costas. Nesse momento eu já me sentia totalmente dominado por aquela mulher, atendendo a tudo o que ela mandasse.
- Dobre suas pernas e deixe elas bem separadas. Em seguida a Dra. subiu mais o avental. Sem perder tempo começou a lamber meus peitos, mordiscando de leve meus mamilos. Alternava sua língua quente nos meus peitos enquanto passava sua mão por todo meu corpo arrepiado.
_ Rebola pra minha meu escravo-garotinha...rebola essa bunda pra eu ver.
Ela desceu sua língua até meu ventre e começou a lamber meu pau e saco. Pediu que eu erguesse minha pernas o mais que pudesse e acabei ficando na posição de frango assado com meu ânus totalmente exposto. Do meu saco ela desceu mais e passava a língua no meu cuzinho piscante novamente. Uma de suas mãos se voltaram para meus mamilos beliscando-os. Fiquei totalmente entregue aquela mulher gemendo e rebolando. Ela me chamava de escravo-viadinho, garotinha e coisas do gênero aumentando mais ainda o meu tesão.
_Quer gozar garotinha? Perguntou a Dra. com uma voz maliciosa.
_Quero sim Dra., me faz gozar por favor.
_ Então fica de quatro pra mim, tira esse avental e arrebita bem essa bundinha deliciosa pra tua. Enquanto fazia o que a Dra. me ordenara, ela vestia um par de luvas de borracha. Passou um creme no meu cú e introduziu lentamente um dedo. Iniciou então um vai e vem delicioso com seu dedo no meu rabinho. Eu gemia e rebolava conforme autorização da Dra.
_ Tá, gostando né garotinha.... Pois agora quero que venha toda semana aqui pra tua Dra. te fuder...dizendo isso enfiou mais um dedo alargando mais um pouco meu buraquinho virgem. De repente a porta da sala se abre e entra a recepcionista.
_ Ah, Dra., logo vi mesmo que essa consulta tava demorando demais...Eu fiquei paralisado mas a Dra. logo me acalmou dizendo que poderia ficar despreocupado pois ela era de confiança.
_ Esse garoto é delicioso, não resisti...disse a Dra. _Já que vc está aqui, fica pelada e entra debaixo dele. quero que vc chupe o pau dele enquanto eu fodo o cuzinho. A recepcionista logo se despiu e atendendo as ordens, abocanhou meu pinto. Eu fiquei com sua vagina bem perto de meu rosto.
_ Chupa a buceta dela enquanto eu coloco mais um dedo no seu rabinho delicioso...Caí de boca naquela bucetinha perfumada enquanto tinha meu anus penetrado com três dedos da Dra. Minha língua começou a produzir resultado e logo a recepcionista gemia alto.
_ Enfia dois dedos na xana dela enquanto chupa...disse a Dra.
Eu não estava conseguindo mais me conter e disse a Dra. que ia gozar.
Ela disse então pra eu gozar nos peitos de sua funcionária que também dava sinal de orgasmo. Não agüentei mais e com meu pau sendo masturbado e com três dedos estuprando meu cú, comecei a jorrar porra nos peitos de recepcionista que tb quando sentiu o liquido quente em seus peitinhos duros, começou a gozar aos gritos esfregando sua buceta melada em minha cara. Após nos refazermos daquele orgasmo intenso ainda tivemos que dar prazer à Dra. que gozou deliciosamente enquanto eu e a recepcionista chupávamos sua vagina peluda.
Depois de me limpar, fui liberado pela médica já combinando meu retorno ao consultório na semana seguinte para repetir a dose. Muitas coisas boas aconteceram naquele consultório onde a Dra. fazia questão de deixar meu cuzinho bem fodido e dolorido, o que me enchia de tesão. Continuei minha vida normalmente, com minhas namoradinhas e festas mas nunca me esquecia de meu compromisso semanal no consultório médico.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario ksn57

ksn57 Comentou em 14/02/2020

Votado - Rica doutora essa hen ...

foto perfil usuario casalbisexpa

casalbisexpa Comentou em 14/02/2020

Tem meu voto ... excelente perfeito ... amo uma língua no cuzinho .. tb quero ir para esse consultória toda semana




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


151782 - NO CATIVEIRO - Categoria: Fetiches - Votos: 0
151783 - NOITE DE PRAZERES - Categoria: Fetiches - Votos: 1
151784 - SÁDICA QUE SATISFAZ - Categoria: Fetiches - Votos: 0
151785 - NA FAZENDA - Categoria: Fetiches - Votos: 2
151787 - A VINGANÇA DE PRISCILA - Categoria: Fetiches - Votos: 0
151788 - SERVIDÃO ANAL - Categoria: Fetiches - Votos: 2
151790 - ESCRAVO ATE DE CACHORRO - Categoria: Fetiches - Votos: 2
151791 - O ADESTRAMENTO DE PAULO - Categoria: Fetiches - Votos: 1
151792 - FODIDO POR QUEM EU FODIA - Categoria: Fetiches - Votos: 2
151793 - MINHA TIA VANDA - Categoria: Fetiches - Votos: 1
151794 - INVERSÃO: TESÃO E MUITO PRAZER! - Categoria: Fetiches - Votos: 7
151795 - ENEMA - Categoria: Fantasias - Votos: 3
151797 - SWING PERIGOSO - Categoria: Fetiches - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil dominadoforcado
dominadoforcado

Nome do conto:
NO CONSULTÓRIO

Codigo do conto:
151796

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
13/02/2020

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto acabei traindo meu marido com meu irmaosinho novinhocumplices de um resgate contos eroticos gayscontos eroticos casa de praia"minhas mulheres" "5" "médica" conto eroticoatravessei a gostosa hentaidei pro amigo do meu marido/contoscontos incesto narado a reconpensa do meu filhovideo porno casada nao estava mas sim.segurado pra chupa o mau do amigohq porno do jasmancontos eroticos velhos picarudoscontos eroticosde esposadando pra outroheterosexuais sogracomtos exitantespornô grátis comendo o cu madre no coventoContos de madarastas safadasevangélica contos eróticosquadrinhos eroticio greciaporno conto evangelica encanadorluana com a buçetanaFui iniciada incesto contos eroticosMelhor fotos perereca cabiluda gostosahentai shemale fuckingxvidios gay esperma na baladacontos eroticos de garoto que deu a bunda e foi arrombado pelo trabalhador rural e seu amigowww.quando o corno sai minha inquilina poem um shortinhos e fica se mostrando enteada 11 sexo contorenatagostosacdzinha contosejaculadas cara contopornocontoincesomundo erótico o peludo me pegou e fudeu meu raboBanda Desenhada PornoCapatazdotadocontos eroticos o marido viajou e eu comi o cu delacontos eróticos com vizinha viúvaEnfia rola na buceta da filhacabaço ela gozavídeo pornô das coroa buchudinha das coroa do buchãoconto gay passivo que gosta ser penetradoboatw mulher chupa a buceta da outra e senti tesaoconto de estrupei minha avó com a pica grandeporno gay bundudo doi dormi no colega popular pegador de menina e teve que da pra leleconto gay irmaos gemendo no pirocao do irmao c fotohistoria erotica minha mulher deu cu para nosso cazeiro parte2tio chupando peito da sobrinhaEscrava sx do meu irmão partelll contos erocontos dois montadores cuzinhocontos eroticos de lesbicas praticando lactofiliacontos com fotoscfm casadastio limpando jardim e eu fodendo titiacontos comie o cuzinho.da novinha e ela me cagoconto erotico desenho animadoAi ai meu cu conto incestoconto erotico corno esposa chapadAmeu ex me fudeu na frente do cornoesposas casadas se depilar contos eroticosporno gay quadrinho mozto ru Conto reas mae bebada sem calcinha rasquei seu cuzinho virgem finge dormiharém conto erotinocontos eroticos de novinhas de pindacontos eroticos de irma mais velha com irmão de menorhentay gibis gayMeu tio me faz gozar toda noite contos eroticos de gayContos eroticos relatado por mulheres dentistacoroas,maduros, papais, tiozoesContos de arreganhou a bunda com raivacontos eróticos flex 3-3conto erotico em quadrinhõwww.contoerotico.pai e. filha na praiaContos eroticos carlinha parte 7contos eroticos de vovô faz netinho de femêa para fuder gayscontoeroticotiaumaputagotosaContos titio sou virgem so se for no cuzinhoconto gay objetos no meu cutransei com mendigo do terminal conto gayvideo pono pesado eaberto do popay