Contos de Michê Parte 5



Ciao amici!
Ai vai a demorada continuation, rsrsr
Cliente Subimisso, lekes safadinhos

Na cabine iluminadas com dezenas de velas o cliente me aguardava vestido no macacão justo de borracha, buracos davam acesso ao seu pauzinho, ao cu e a boca, pequenos furos no nariz e olhos. Os moleques, o loirinho e machinho foram vestidos com folgados shorts de nylon, cortados curtos, não usavam cuecas. O marinho tesudo logo atrás deles esperando que o liberasse. Mandei que entrasse junto. Ele deu um sorrisinho. Dei uma olhada para o cliente que de 4 com o rabo empinado olhava a tudo. Olhei tentando ver se via alguma desaprovação em seus olhos e me vendo liberado, fiquei todo felizinho, estava doido pra foder o marinheiro.
O Gorj, esse é nome do marinheiro, entrou e se postou em posição de descanso, assim mesmo, no estilo militar. Os garotos esperavam olhando tudo ao redor. Me dirigi ao cliente.
-Deixa minha rola dura viado!
Caiu de boca, tento segurar, dei um tapa na bunda.
-Não mandei pegar, usa essa boca de mamador de pica.
Os garotos olhavam cheio de tesão. O marinheiro com o mão cheia de seu próprio pau, alternava olhando a mamada e me encarando vendo-me retribuir o olhar tanto pra ele quanto pra seu.
O mamador tentava me engolir a rola. Cara bom demais em chupar, dos poucos que me engole inteiro, com certo sacrifico-o, muita baba e lagrimas e baba, mas consegue.
Quando conseguiu nesta vez, segurei sua cabeça, mostrei aos três que assistiam sem acreditar no feito do cara.
Aos meninos falei.
-É isso que vocês terão que tentar. O loirinho arregalou os olhos assustado, o machinho putinho, passou as mãos nos lábios. O marinheiro meteu a mão dentro das calças brancas, a cabeça de seu pau ficou pra fora. Ele ia guardar.
-Deixa assim, vem aqui. Fica de costa me mostra a bunda.
Vi aquele rabão duro e branco. Uma bunda farta e firme, sem um pelo sequer. Dei meu dedo para que ele lambesse. Falei para o passivão tirando meu pau de sua boca, abri mais as pernas, Estava agora da altura do marine. Puxei sua cabeça para um ombro, ele desequilibrou por causa das calças apenas abaixadas. O segurei, falei no seu ouvido, não baixo, queria que todos ouvissem.
-Delicia de rabo branquinho! Vai deixar eu meter nele?
Senti que ele si arrepiou.
-Poxa cara nunca dei. Difícil aguentar um monstro desses. Sei não amigo.
Puxei o cliente pelas orelhas, não machucando mas chamando sua atenção e o fazendo me olhar.
-Resolve isso ai, quero esse cara pra eu foder.
Fui aos moleques. Os safados estavam de pau duro. Bom demais de tesudo ver aqueles dois lekinhos lindos de rostos tão inocentinhos, de corpos lisinhos e fortes, de pau duro e fome de cacete de macho. Isso os daria e muito.
-Vão encher a banheira.
-Matteo! Deixa a gente chupar seu pau um pouquinho? Disse o moreninho tirado a machinho e foi reforçado pelo loirinho.
-Por favor cara!
-Ajoelhem e mamem, saibam dividir revezem um no saco outro na rola.
Ouve uma briguinha silenciosa e muita rápida pois acabei logo, pelo direito de mamar a pica. Dei um tapinha no rosto de cada um.
-Sem confusão tem rola ai pros dois!
Eu estava com os pelos do corpo aparado a máquina, a barba por fazer, pois o cliente gostava que eu a mantivesse de 2 dias. Os pelos apenas aparado no saco me espetava. Era um alivio receber uma boca neles. Como disse o cliente era mestre na boca, além de mamar delicioso, tratava meu saco do jeitinho que gosto, lambia inteiro primeiro, brincava com as bolas, adorava ele ser grande, pesado carregando bolões que fabricam a imensa quantidade de porra. Isto agradava a muitos clientes, não sabia que tantos curtiam saco grandão e muita porra no gozo. O machinho mostrava que em pouco tempo alcançaria o profissionalismo do coroa.
Depois de uns 3 minutos, vi que a negociação com o marine havia chegado a termo. Mandei que os meninos fossem a banheira preparar o banho. Banheiro, aliás sala de banho perfeita pra fodão, assim como toda a cabine, cheia de brinquedinhos que eu havia escolhido junto com o passivão. Uma cadeira que dava asas à imaginação, permitindo inúmeras posições. Um balanço em tiras de couro. Show de bola pro passivo tomar no cu e mamar, permite que ele deitado sirva o ativo estando ele de pé. Por último uma grossa corda elástica pendia do teto. Esta, além de outras maneiras, eu usava fazendo um balancinho, pondo o cuzão sentado, eu deitado de cacete duro e o gostoso subindo e descendo nele ao sabor do vai e vem do elástico.
Banho pronto, ordenei ao cliente.
-Vai banhar os garotos, poderá ver pelo vidro seu marinheiro do rabinho gostoso cuidar do saco de seu macho. Ele vai me depilar.
Prontamente o sujeito obedeceu.
Estando eu e o marine a sós, mas sendo observados claramente pelo trio no banheiro. Fui até a ele. Fiquei parado a sua frente, muito próximo, o tanto que meu pau duro permitiu. Olhei seu rosto bonito, os olhos claros, passei as mãos em seu corpo ainda vestido, fiz com a cabeça de meu pau babando rocasse na cabeça do pau dele que escapava pela borda da calça. Suspiramos de tesão.
-Você vai ser meu branquinho gostoso, vou te lamber todinho, de amassar como massa de pão, beijar muito sua rola e descabaças esse cuzinho que deve ter custado bem caro.
-cara estava doido pra trepar com você, você não tem ideia! Só peço que seja legal comigo, estou falando a verdade, nunca dei o cu. Mas se for pra ser comido, que seja por você.
-Relaxa cara, vou ser cuidadoso contigo. Com você vou ser eu mesmo, trepar como trepo na minha vida civil. Também estava muito afim de estar com você.
O abracei e beijei. No beijo sentimos que o que falamos sobre nossa vontade de um pelo outro era real. Afastei um pouco e comecei a despi-lo. Desabotoei a alva camisa, vi o corpinho definido que tanto desejei, seus mamilos rosados, a caixa de peito bem formada, sem exagero, a barriga sarada, um umbigo tão perfeitinho que dava vontade de mergulhar nele. Me abaixei puxando suas calças até seus pés. Na boxer branquinha seu cacete tentava fugir. Desci a boxer. Cacete de 17 cm, calculo, e de uma grossura surpreendente. Sua virilha era aparada a máquina e desenhada em triângulo, saco depilado. Passei as mãos sentido sua pele alva desde os pés, as canelas musculosas, e as coxas bem feitas que sustentavam uma bunda de babar, merecedora da melhor das inaugurações. Fiz que virasse de costas e eu mesmo abri sua bunda em bandas, Um cuzinho pequenininho, com pelinhos loirinhos aqui e acolá, tão claros que eram quase imperceptíveis. Cuzinho estava nervoso como ele só, piscava igual semáforo com defeito. Encostei o nariz arrepiando o dono do cu. Cheirinho de sabonete e banho recém tomado. Passei a língua e o Gorj tremeu soltando um gemido abafado. Passei de novo, dessa vez firme querendo entrar. Ele empinou o rabo. Por mais 2 vezes o fiz gemer assim. Levante e me grudei junto ao seu corpo, encostei-o na parede e com os braços o fiz subir um pouco na parede curva do barco fazendo que meu pau se encaixasse nas suas coxas. Sentia seu saco lisinho repousando logo depois da cabeça de meu pau. Ele juntou com sua mão o seu pau no que no meu. Acariciou o saco e guardou em sua outra mão. No seu ouvido, usando o truque certeiro do sotaque italiano, respirando tão forte quanto ele, sussurrei.
-Eu sabia que você é macho que precisava de uma boa pica. Gostou da língua não foi? Somos bem semelhantes, nascemos mesmo pra foder com macho, curtimos macho com macho.
-Matteo! Que tesão da porra é esse cara! Sabia que você é gostoso, mas não sonhava que era tanto.
-Sou gostoso de verdade com quem acho gostoso. O resto é trampo, faço direitinho, mas é trampo.
-Vai me fazer gozar só com essa pegada, putão gostoso, isso é que é macho que sabe foder! Cara me faz seu puto.
Não parava de sarrar nele. Ainda babado pela saliva dos meninos metia nas coxas dele e ele as apertava me pressionando.
Sem que nos ouvissem disse-lhe.
-Aqui vai ser uma rapidinha, só uma amostra. Não posso sair do texto do Ativão mandão agora. Foda mesmo será a noite, vou te foder no deck. Vai ser festinha nossa, quero os outros dois assistindo o descabaçamento, sei eu vocês todos brincam de casinha. Hoje a noite vou ser o papai de vocês. Topa?
-Os sacanas vão adorar, tudo doido pra brincar contigo. E o coroa?
-Vou dar uma surra de pica nele que vai estar mortinho a noite, deixa comigo. Também vou fazer o puto rebolar o rabão riquinho na galera toda aqui.
Olhei pra trás e via que estavam mais entretidos no banho. O loirinho estava de pé sendo ensaboado. O passivo doido pra mamar ele.
-Nade de mamadeira agora seu viado! Mandei dá banho. Está querendo ser castigado?
-Perdoa macho!
-Perdoar o caralho! Vem aqui seu viadinho chupeteiro!
Sai de trás do marine, fiz que ficasse ao meu lado.
-Está de palhaçada comigo? Prefere o castigo ou ficar sem pica o resto do dia?
Falava e batia meu pau na sua cara.
-Castigo.
-Ok, depois não reclama. Já que diz que sou seu dono. Vou fazer de você a puta cadela que é.
Ao Gorj falei.
-Chama os outros.
-E você viado senta na cama e arreganho o cu, seus empregados todos vao te meter rola.
Quando o marine saiu. Deixei o papel de lado e perguntei baixinho.
-De boa?
-Certo não é não, mas você me deixou tão cheio de tesão me tratando como seu viadinho submisso que hoje Matteo você manda o que quiser, sem as regras que combinamos, mas sem violência extrema. Me faz do mais infame viadinho.
-Só por isso vou deixar você dá uma lambidinha.
Acariciei sua cabeça com carinho. Putinho sub merece uns agradinhos. Comprou o rabão que eu tanto queria, aquilo sim era presente, relógio cara não tem cú.
-Outra coisa. O rabo do marine, fica pra amanhã só nos três, o que acha?
-Disse que você manda macho. Se você quiser compro o cu de todo mundo pra você.
-KKKKKkkkkkk aquele ali basta. Só estou pensando se faço só eu e ele ou deixo você ver. (aproveitei a moral que ele me deu no momento)
-Sim senhor.
Se meus planos fossem outros que não o de me formar e sair da vida puta profissional, estava ali um que me daria boa vida e eu teria chance de fazer um ótimo pé de meia. Ele não era tarado só no meu corpo e cacete, eu havia acertado na mosca em equilíbrio e medida perfeita as taras dele. Tinha isso e o tamanho e calibre do cacetão que não se acha em liquidação, rsrsrs. Mas, dinheiro compra tudo e cacete por maior que seja nem é tão caro para um poderoso daqueles e nem tão raro quanto meu super Ego de jovem gostava de pensar Nunca me iludir em cair nessa. Quanto duraria? 2, estourando no máximo 5 anos, pois chegaria um momento que quem não aguentaria ser escravo sexual de alguém seria eu. Da mesma forma que se ganha, você deve em satisfação ao mantenedor. Imagina o Matteo putão de nascença com cabresto na pica? Logo a minha tão dona de si que muitas vezes comandava o Matteo todo.
Os marinheiros chegaram.
Se riam discretamente pra mim fazendo sinal positivo. A galera já chegou de pau duro, um grandão muito branco ia tirando a roupa.
-Vocês 2 Ponham só o pau pra fora o cu do viadinho precisa esse trabalho todo não. Peguem o gel ali, lubrifiquem o cu do puto.
O grandão e o baixinho, foram a mesa. Pegaram o imenso pote de gel. Era até engraçada o cena, o contraste de altura, os paus duros. O do grandão, pau normal, devia ter uns 16, normal também em grossura. O do baixinho era uma pica vistosa 20 cm, normal de calibre, torta para um lado. Acertei também no marinheiro que seria meu, esse sim um corpo na medida que gosto, pau arromba cu pela grossura, e bom de mamar. Gostosinho estava em moda na época, a Europa Oriental se abria e belíssimas mulheres e rapazes brancões bonitos e de pauzão enchiam elencos de filmes pornô, esquinas de michês e putas. Eles dormiram um tempo. Vieram com tanta sede ao pote que fizeram os preços do Sex Market caírem. Aprontavam muito com bichas ricas encantadas com o pauzão num corpão bonito. Caiam nas drogas. O reinado foi curto. Nesta época, passei tempo fazendo GoGo boy em boates, trabalhinho do cão! Streap em festas privadas, esse bom! Comi muita perua mal comida, mas mulheres são menos generosas com pica. Raramente trepei com mulheres que curtem de verdade uma rola. Tem sim, porem bem menos que homem. Esses se gostam do negócio, amam! Elas trocam um fodedor roludo, pela estabilidade e segurança facinho. Putinhos já vi irem aos infernos por um Macho ogrâo, feio, grosso, mas que entrepernas tem um rei. Mulheres fazem, mas fazem pelo todo, não só pelo Picasso.
Enceram a mão de gel, passaram no cu arrebitado. Cuzinho piscava faminto.
-Olha o cu pedindo rola! Esse viado sabe rebolar numa caceta, vocês vão gostar.
Meti o dedo no cu do passivão. Gemidinho de viado miando, logo estava rebolando assanhadinho para o dedo.
-E ae putinho, diz pra min se vai dar gostoso aos machos aqui.
-Vou sim.
Então vai ter rola a vontade. Vai lá pro balança que vai ganhar uma rodada de rola.
Rapidinho ele estava lá, com o tronco apoiado no balanço.
-Não! Fica com o tronco deitado em suas pernas, pões elas pra dentro também que quero esse cu bem aberto.
Com os garotos.
-Venham
Aos marines.
-Vão lá e encham o puto de pica, façam-no pedir pau, ele gosta. Quero boca e cu ocupados.
ao meu gostosinho.
-Vem pra cama comigo, antes pegue espuma e barbeador.
Ele foi, na volta me viu de troco apoiado na cabeceira, pernas abertas e os meninos brincando com minha dura. Acordaram entre eles de dividirem a baba. Apertavam lambia e quando pingava passavam as línguas, uma vez um, depois outro.de pica em mim.
Cheguei mais próximo a beirada.
-Ajoelha ai na beirado meu Branquinho, me depila o saco, esta me espetando, você faz isso?
-Vou adorar cuidar desse sacão, rsrsr.
-Loirinho, vai chupando o Banquinho, vai se amarrar na rola grossa do bonitão.
Saiu meio triste, mas quando se deitou pra ficar na altura da rola do Branquinho se entusiasmou.
O Branquim tinha talento pra mandão.
-Chupa essa rola feito Macho. Gosto de pegada firma, língua danada, e sugada forte. Não vem mamar feito viadinho. Ouviu moleque?
Nem respondeu, já estava cumprindo as ordens com a rola grossona inteira na boca. Branquinho adorou e com uma meu no meu saco a outra na cabeça do pirralho fodeu um pouco a boca do leke. Este mostrou que curte ter a boca fodida babava e nem respirava, o cara folgava a força na cabeça dele e o mamadorzinho com carinha de anjo voltava querendo rola. Sorri e comentei,
-Ahhhh rapaz esse ai em duas aulas vai engolir o meu com certeza. Não vai loirinho?
-Vou tentar pra caramba.
-E tu ai machinho, vai me acarinhando o peito, os mamilos, chega esse cuzinho pra ca e senta no meu dedo. Estou achando que tu vai ser o primeiro a dançar na vara.
Surubinha boa viu rapaziada!
Eu estava recebendo afogos do machinho pra la de tesudo, o Braquinho me cuidando o saco como se fosse a coisa mais preciosa do mundo, tendo o cuidado de volta e meia passar a língua na rola sem esquecer de meter na boca do leke. Loirinho guloso pra caralho. Você dá uma pica ao carinha e ele não larga mais, é daqueles que mamam felizes por horas. De brinde você vê aquele jovenzinho todo definidinho de rosto de modelo. Nessa hora me toquei que só nessa viajem ganhei dois cabaços, Puto de sorte eu. Na frente a coroa se acabava nos marinheiros o que metia atrás comandava o ritmo das engolidas. Vez ou outra eu mandava trocarem.
Eu pensava em como fazer para não dar leite ao coroa. Queria porra e muita pra minha farrinha com a marinheirada. Vi8ajava em comer todos. Primeiro uma mamada geral, todos em todos, depois rodada de chupada de cu, também geral, depois a inauguração, com ele já arrombando e fodendo minha caceta, eu e ele caímos de boca nos cus e picas dos outros dois, então com eles já excitados eu comer eles e o Branquinho também, assim ele não ficaria de viadinho pros colegas mais tarde. Na hora da foda tudo é festa, depois os caras ficam tirando da cara do doador de cu e fazem de putinha daí pra frente. Sei que Branquinho não é só passivo, também curte meter, eu estava excitado em nos dois meter nos outros. Dar aos outros ele não conseguiria, minha intenção era entrar e demorar uma vida pra sair. Por isso a reserva de porra, dar um tanto para todos.

-Quer leite de pica? Perguntei ao coroa.
-Sim
-Ouviram? Alimenta o cara.
-Meu Macho! Pede pra eles meterem forte sem pena?
-Esse gosta! Rsrrs Sai do cu, que vou mostrar vocês como meu putinho curte uma varada.
O Baixinho saiu.
-Pega meu pau e dá rocada na entrada.
Baixinho fez de boa. Tirei a mão dele, segurei pelos ombros e meti tudo. Assim mesmo, o gostava assim, nem na primeira ele pedia devagar, gostava de sentir o arregaço e sempre socando vara forte, de vez, enlouquecia quando tirava e metia seguidamente o mais forte possível. Haja cu!
Os marines
Porra! Nunca vi um cara aguentar um cacete desse, dessa forma e gostar tanto.
Sai e dei a vez ao baixinho que aprendeu direitinho.
-Quando tiver perto de gozar passa para o outro. Vamos ver se ele aguenta os dois.
-Quer experimentar duas picas no cu Putinho?
Tudo que Meu Macho quiser eu aguento.
-Ahhh, meu viadinho safado, por isso gosto de você. Rsrsr
Sentei na cadeira erótica, abri a tampa do meio do assento. Meu cu exposto pra baixo.
-Vem aqui loirinho, dá um trato no meu cu. Machinho, experimenta o Branquinho, vamos ver se ele gosta mais de sua boca ou do outro. Quem Ganhar vai ser o primeiro a ganhar picão no rabo. Você meu Branquinho, senta no meu colo, quero te agradar também.
Ele sentou-se virado pra mim, nossas picas se esfregavam e nos trocávamos beijos e caricias. Eu adorava estar com ele e o moleque me fazendo arrepiar fazendo festa de língua no meu cu. Como o Machinho esperava a rola do outro, mandei ele descer.
-Agora me chupa a rola meu Branquinho, faz nele o que o leke faz na sua.
Coroa leitado, Eu, o marine e os lekes nível máximo de sacanagem e tesão. Estava na hora de comer cu.
-Quem ganhou meu Branquinho?
-Loirinho.
-Ai viu machinho, não fez direito perdeu a vez.
Amarra o Loirinho na elástica.
-tem medo loirinho, Vou ser legal mesmo com você. Doer vai. Pau no cu doi pra caralho. Mas olha molequinho gostoso, você tem talento cara, vai curti. Se estiver mal mesmo, você diz e tentamos outra, ok?
-Kkkkkk Estou com tanta vontade de dar o cu pra você, que vou aguentar com certeza.
-KKKKKKKKKK, Vem aqui na caminha que vou iniciar esse rabinho de putinho. Fica de 4 pra mim igualzinho você fez mais cedo.
Cai de língua no cu cabaço do Loirinho, me dediquei mesmo, tinha que faze-lo me desejar fodendo ele como se fosse a coisa mais importante de sua vida, assim ele aguentaria, tomar no rabo já exige coragem e muita vontade, um cacete do porte do meu então, sujeito tinha que estar à beira da loucura, rsrsr
Dez minutos de serviço e o Loirinho, saiu da posição. Estava pedindo como louco pra eu que metesse. Se aproximou e pediu feito criança em supermercado que eu fodesse logo ele.
Puseram-no na posição que eu tinha pedido. Balançava preso na elástica feita em balanço, deitei para que medissem a altura. Branquinho encapou e lubricou mais ainda com gel o cu que pingava de minha saliva.
Minhas mãos em sua cintura, encaixou pica no cuzinho. O sujeito estava tão afim que se balançava pra entrar. Deixei-o a vontade para tentar até que vendo tão corajoso forcei a entrada.
-Segura ele! Disse aos marine que assistiam ao lado. O grito foi alto e seu rosto se contorcia de dor. Esperei que o ápice da dor passasse. Olhei o coroa, me pedia com o olhar que metesse, o safado curte ser arregaçado e achava que todo mundo gostava!
Com ele relaxado.
-E ae Loirinho? Acha que aguenta? Quer mudar de posição!
-Já entrou o cabeção que era o pior, maior que o resto! Tira o cabaço desse rabo do jeito que você sabe. Quero tudo dentro! Vai Macho!
Fui entrando devagar. Levei uns 5 minutos para chegar a metade, ele fazia cara de dor, mas também gemia, com tesão. Levou a mão até o pau.
-Porra! Ainda tem pica pra caralho! Mete o resto, vai mais firme, quero aguentar esse cacete igual ao coroa.
Com sua bunda colada em mim, o bicho safadão, institivamente mexia. Cuzinho virgem, quente apertado pra porra. Me espremia a pica e deixava como se ela fosse cozinhar de tão quente. Ele vendo-se mais confortável, eu já mexia e rebolava feliz com maestria. Pedi que subissem altura, queria-o só com a cabeça dentro. Comecei a puxa-lo de volta. Loirinho pirou na rola, gemia pedia mais. Nasceu pra tomar vara o moleque, ia viciar em foder pica. E das grandes, já que o primeiro foi. Meu cunhadinho, namorado e parceiro de meu fratello, foi eu que descabacei. Até hoje Leozinho diz que se eu descabaço o cara tá fodido, vai passar o resto da vida viciado em picão no rabo. Completa -Sorte que catei o irmão, picão e metedor , com o algo mais, curte tomar no rabo. Coisa que Bigs (me chama assim desde sempre) é fresco. Parece que o cu é de ouro.
-Cara vou gozar.
-Espera Loirinho.
-Vou aguentar não.
-Então vamos mudar posição. Para o descabaço ser completo tem que fazer a clássica dos tomadores de vara no rabo. Vou meter de 4, ai moleque, tu pode dizer que é putinho profissa.
De 4, ele sentiu de novo um pouco mais de dor. Quando iniciei as socadas que ele pediu, vendo o coroa gostar, disse que ardia e naquela posição sentia mais.
-está doendo muito?
-Estou sentindo mais, só isso.
-Então aguenta porra. Se resolveu dar o cu, vai tomar pica do jeito que quero.
Putinho gostou da bronca e mexia o rabinho duro como uma vadia experiente. Dei tapinha, ele adorou. Anunciou que de novo estava perto.
Pus de frango.
-Mama seu coleguinha Machinho. Cai de boca na rola
Dito e feito. Loirinho foi a céu.
-Vocês dois dividam o leite dele e mostra pra mim.
Me pareceu que o recém arrombadinho do cuzinho 10, gozou por horas. Loirinho encheu a boca dos dois. Terminado eles mostraram as bocas esparramando leite. Mandei que na minha mão pusessem a metade, e lubrifiquei o cu de cada um com a porra do lekinho.
Agora vem você Machinho, vamos começar logo de 4, arreganha o cu, vamos! E tu Loirinho deixa ele te limpar a pica.
Com rabo dele cheio de porra fria, chupei não. E além do mais sabia que o safado não era virgem, tinha enganado o coroa por causa da grana, Então ia tomar vara sem muita cerimonia.
-Depois de entrar a cabeça, depois do grito, e aquelas coisas de sempre dos que não estão acostumados a picão. Machinho deu show. Me fodeu o cacete de tudo que foi jeito. Pediu pra gozar pulando na vara. Coroa bebeu sozinho, tadinho merecia, me deu 2 rabos zero bala.
Coroa experimentou dando altos gritos os dois marines dentro dele. Via o sofrimento e perguntava se queria parar. O sujeito ficava até bravo. Quando recebeu e acomodou os dois pedia roda de cacete em volta pois queria mamar todos.
Só quietou depois de muito rebolar nas rolas do caras e lhes beber o gozo. A minha ainda guardadinha. Achei que no meio de tanta pica que nem saberia o de onde veio os jatos de leite. Puro engano, quando sós, ele disse que sentiu falta do meu, apesar de nunca ter bebida tantos machos. Sabe muito bem que não me bebeu pois o meu ele nunca esquece o gosto. Dizia que era doce.
-Sei que tá guardando pro cara que comprei pra você. Tudo bem, vc merece, essa foi até hoje a melhor foda de minha vida. A melhor parte foi te ver no comando. Rapaz tu es o sujeito mais sensual que conheço, exala testosterona. Quando está no rolo de ativão, não tem nada mais masculino que sua pessoa.
-Que bom Alexsander, não só por estar satisfazendo vc e cumprindo minha parte do trato, mas te respeito como homem e amigo.... blablabla (texto de puto feliz pelos pontos marcado com cliente ricão e sob controle meu. Mas eu gosto mesmo do cara, sempre me respeitou e tratou bem, eu admirava sua inteligência e cultura)
-Então agradecido libero vc pra fazer o que queira, vou descansar, estou exausto. Só levanto amanhã. Está de folga até de manhã. Vc sabe como me acordar.
-Leite quente na fonte.
-Isso mesmo.

Apesar das camisinhas e imensa quantidade de gel que eu usava picão estava vermelho. Pensei até em deixar pra madruga a foda dos marines. Picão respondeu ao pensamento.
-Depois porra nenhuma, já segurei até agora, tem que liberar o estoque ou vou estourar.
-Que rola tarada! Disse o restinho de juízo lá do cantinho onde se escondeu.

Pra quem duvida da coragem dos moleques, da fome do Coroa por pica, no perfil tem foto a foto é a do bichão, quem curtir manda msg que teclando a gente se acerta, Não sou mais Garoto de Programa, essas historias são do meu passado. Agora é por amor a arte. Se o rabão agradar Matteozão cai dentro.


Depois mando a do povo do mar. Desculpa pela demora da continuação, espero que tenha valido a espera.
Baci a tutti


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


32684 - Contos de Michê Parte 01 - Categoria: Gays - Votos: 17
32724 - Contos de Michê Parte 02 - Categoria: Gays - Votos: 17
32798 - Contos de Michê Parte 03 - Categoria: Gays - Votos: 10
33527 - Contos de Michê Parte 04 - Categoria: Gays - Votos: 10
39124 - Contos de Michê Parte 6 - Categoria: Gays - Votos: 6
39160 - Contos de Michê Parte 7 - Categoria: Gays - Votos: 8
39165 - Contos de Michê Parte 8 - Categoria: Gays - Votos: 6
39245 - Contos de Michê Parte 9 - Categoria: Gays - Votos: 3
39262 - Contos de Michê Parte 10 - Categoria: Gays - Votos: 5
39484 - Contos de Michê Parte 11 - Categoria: Gays - Votos: 6
39704 - Contos de Michê Parte 12 - Categoria: Gays - Votos: 4
39719 - Contos de Michê Parte 13 - Categoria: Gays - Votos: 4
39818 - Contos de Michê Parte 14 - Categoria: Gays - Votos: 5
39956 - Contos de Michê Parte 15 - Categoria: Gays - Votos: 6
40077 - Contos de Michê parte 16 - Categoria: Gays - Votos: 5
40229 - Contos de Michê Parte 17 - Categoria: Gays - Votos: 5
41357 - Contos de Michê 18 - Categoria: Gays - Votos: 6

Ficha do conto

Foto Perfil matteo
matteo

Nome do conto:
Contos de Michê Parte 5

Codigo do conto:
39180

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
04/12/2013

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


passando o ferro na coroa conto eroticoconto erotico namorado nao deu conta dei pro papaicontos eroticos de incesto: meu filho me arrombou todaconto pau entrou apertado esposacontos com fotoscfm casadasquadrinhoseroticosrealconto erótico em quadrinhos transando com a colega de servicomarkis perfil.conto eroticonovinha fode com amigos no riacinhoContos eroticos do negao judiano colocando o pintao grade para valer no cu do gaycontos com fotoscfm casadasEu disse pra minha mulher que eu ia fuder o cu virgem da minha filha no motel conto erotico mozto.rucontos de cornos de biConto erotico caminhoneirautimoscontosContos cu com recheiocontos de incestos no escuroQuadrinhos porno dpconto gay me colocaram pra chuparCONTO EROTICO PRINCESA E O SAPOAi ai meu cu conto incestoMinha primeira traição conto eroticocontos eroticos padrasto e enteadacontoeroticoburroconto bundonaComi.a cunhada na marra contosas novinhas mais gulosss na piroca ma bucetacomendo a bucetona da madrinha contosContos as caricias por debaixo da mesa meu padrastowww.comto eroticocomi a patroa no sitioContos eroticos encoxei gostoso na baladaconto erotico mais esplicito depravadoconto mea dwu o cu e gito de tesaocontos com fotoscfm de casadas bucetudascontos eroticos eu e o pai gostoso do meu melhor amigoconto erotico meu namorado descobriuconto erotico gay o travesti favelado rasgou meu cu de madrugadaeu quero ver uma mulata Pintadinha numa pica bem grossa rebolandowww.contos eroticos madrasta viuva da cu pro entiado pauzodo chorandoconto a entrevista de emprego com a coroaConto erotico de lesbica minha madastra helena (parte 1 )contos eroticos com a professoraconto erotico de cocotasxxvideos gay pai manda capataz estrupar filhosexocomsogradormindosobrinhos iperdotados comendo tias e titios cornosConto porno desenho.contos eroticos aprendendo dirigi com tioxvideos engraçado avechado para gosacapítulo bella uma estudante viciada em sexo forte puta de moz fode vagina cheia de espermaporno quadrinho mae rabudacontos erotico meu pai mim fez de corno familiar 02cont porno meu namorado trazado comigo i minha amigaporn contos eroticos casada amarrada e violentadaimagem de sexo de putas com tesãoContos eróticos de cornos com dotadosContos Eróticos de A Dona Rosa a Mãe do Meu Amigo conto erotico meninosmulher dano buceta bhcontos eroticos incesto comeu a irma e gozou na bundacontoerotico/mylladynnisconto estuprada por um pauzudoconto erotico_amigo do meu namorado mi comeu e gozou dentrocobtos erótico lesbicos com a amiga hetero contos eroticos pai usava vibrador para filha ficar com o grelaoconto erotico meu filho safadinhorasgando uma bucetinha em camera lentaconto erotico com fotossexo sonambula cai de baca na poracontos de negra maniaca por sexocontos eróticos de novinhas dando para hiper dotadosxxxvideo de homem comendo egua da buceta branquinha e limpinha no cio