Algemada e vendada, até hoje não sei quem me comeu



    Olá safadinhos e safadinhas, cá estou eu para descrever mais uma das minha peripécias, na verdade essa peripécia quem proporcionou foi meu marido. Vamos lá!!!!
    Não sou muito fã do tal sadomasoquismo ou estilos de sexo que se assemelham à ele, mas confesso que esse meu primeiro contato com o estilo me fez gozar muuuito. Foi algo bem leve e muuuito bom, na verdade uma delícia kk.
    Faz algum tempo que isso aconteceu, me lembro apenas que era um domingo, tranquilo e frio, e que estávamos em casa cheios de tesão (óbvio kk) mas nada que não pudéssemos resolver ali mesmo. Brincadeiras sacanas rolavam em todo lugar que "trombávamos" pela casa, ora na cozinha, ora na sala e assim ia só aumentando o tesão.
    Pois bem, depois de muita mão daqui e dali, partiu dele a proposta: "Vamos pra um motel?". Direto e seco assim mesmo, sem consultar minha opinião se eu topava ou não etc. Só lembro de ter respondido algo como: "Nossa!! Assim do nada?". E ele indagou: "Ah está friozinho mesmo, o domingo está meio chato e podíamos animá-lo um pouco mais, pegar uma hidro quentinha, comer um fondue, que tal?"
    É claro que eu não recusaria tal proposta, aceitei logo e pedi um minutinho só para tomar um banho rápido já que estava um pouco suada devido a alguns afazeres da casa. Ele concordou e eu fui.
    No banho eu já imaginava o que poderíamos fazer de bom e gostoso no motel, pensava no meu figurino kkk e devaneava sobre o que faríamos. No meio dos meus devaneios, ouvi de longe a voz do meu marido falando com alguém, não sei se pessoalmente ou ao telefone, mas como era comum isso eu continuei meu banho. Logo após ouvi meu marido mexendo em algumas coisas no nosso quarto mas também não dei importância.
    Enfim, terminei meu banho e com o figurino decidido fui colocá-lo enquanto meu marido já me esperava na sala. Peguei uma meia 7/8 preta e as calcei, assim como minha calcinha fio dental preta e coloquei, também calcei minha sandália preta de salto 15 que eu sei que ele fica louco quando me vê no saltão, e por cima disso joguei apenas um sobretudo preto também, que vinha até os joelhos mais ou menos, e só com isso eu fui para o motel. Eu mesma me sentia uma delícia kkk
    Naturalmente ele ficou doido quando me viu e saímos rumo ao nosso motel preferido perto de casa. No caminho nós continuávamos as brincadeiras sacanas, a mão dele às vezes entrava por baixo do sobretudo e brincava na minha bucetinha, às vezes minhas mãos tiravam o pau dele para fora e punhetava um pouquinho, mas não podíamos fazer muita coisa pois ainda era tarde e quem estava fora do carro conseguia nos ver.
    Enfim, chegamos ao motel, ele escolheu a suíte e fomos até ela. Ao sair do carro notei que ele trazia uma sacola. Óbvio que minha curiosidade falou mais alto e perguntei: "O que é isso aí na sacola?" e ele apenas respondeu: "Não é nada não."
    Entramos na suíte e o pessoal do motel tinha dado um upgrade na suite instalando um pole dance. É lóóóóóógico que não resisti e fui dar logo o meu show no pole. Eu estava lá "toda toda" no pole, dançando, rebolando e provocando ele, até que tirei meu sobretudo e joguei pra cima dele na cama, ficando só com o que eu tinha embaixo, minha calcinha, meias e salto, e comecei a me esfregar de costas no pole me insinuando e chamando ele.
    Não demorou ele levantou veio em minha direção, segurou minha nuca com as duas mãos e começou a me beijar. Que delícia, as mãos me segurando com força enquanto eu mordia seus lábios e chupava sua língua.
    As mãos dele começaram a descer pelos meus ombros, deslizando pelos meus braços até chegarem nas minhas mãos. Ele então sutilmente foi levando minhas mãos para trás do pole dance até que conseguisse segurá-las com apenas uma de suas mãos, com a outra ele tirou algo do bolso. Eu estava em êxtase e não vi o que era só senti quando ele às colocou nas minhas mãos. Algemas!!!!
    Ele me algemou no pole! Por um instante achei um tanto estranho, não tinha passado por isso ainda, mas não demonstrei nada além do tesão que eu estava sentido naquele momento. Eu ali, com as mãos algemadas, presa ao pole dance totalmente "escrava" sem conseguir fugir, vi meu marido voltando em direção à cama e pegando a sacola.
    Eis que vejo ele tirar de dentro dela uma venda e voltar em minha direção, aí sim comecei a ficar um pouco mais assustada. Um tanto quanto nervosa perguntei: "Pera aí, o que você vai fazer com isso?" Ele olhou para mim e enquanto colocava a venda nos meus olhos dizia: "Fique tranquila, não vou fazer nada que você não vá gostar, apenas relaxe e goze!" Ao final da frase ele caiu de boca nos meus peitinhos durinhos de tesão. hhuuummmmmmm só de lembrar me molho toda.
    Agora eu estava presa, vendada sem conseguir enxergar nada, morrendo de tesão com suas lambidas e chupadas nos meus seios, e o pior (ou melhor) totalmente sem saber o que ia acontecer dali para frente, não foi a toa que gozei.
    Meu marido parou de me chupar e me deixou ali, eu chamava por ele mas ele não respondia, perguntava coisas mas ele não respondia, e eu ficava só na expectativa do que estaria por vir. Foi quando ouvi um barulhinho de motor, parecendo de um vibrador, e sua mão puxou minha calcinha e colocou o meu mini vibrador posicionado certinho no meu clitóris. Só deu tempo de dizer: "Huuuummmmmmmmmm!"
    Ele me deixou lá e não sei para onde foi, suponho que tenha ficado na cama de frente para mim assistindo a cena da sua mulher presa ao pole, vendada com um vibrador na buceta se contorcendo de tesão e sem poder tirá-lo de lá.
    Comecei a não resistir mais, pois estava muito bom aquilo, tentei segurar mas dali para frente eu já gostava do que estava acontecendo e gemia alto: "aaaaaiiiiii, delííííícia, vou goooozaaaarr de novo!!!!"
    Sem brincadeira, ele me deixou lá sem dizer nenhuma palavra um bom tempo, gozei umas 3 vezes com aquele vibradorzinho na minha xaninha e a única coisa que eu conseguia fazer era cruzar as pernas ou agachar. Que delícia aquela submissão.
    Quando eu estava prestes à gozar pela quarta vez, meu coração gelou, a campainha do quarto tocou. Parece que todo o meu tesão meio que se transformou em medo eu comecei a falar: "Vai, chega de brincar, me solta!", "Me tira daqui me solta!" e nenhuma resposta eu ouvia.
    Ouvi a porta abrir e fechar, mas não consegui ouvir passos pois o chão era de carpete. Mesmo com esse sentimento de medo aquele motorzinho me fez gozar mais uma vez e me contorci ali por um momento. Fui quando uma mão tocou minha barriga, foi escorregando até minha calcinha e começou a tirá-la junto com o vibrador enquanto eu dizia: "Até que enfim né, resolveu me tirar daqui", mas novamente nenhuma resposta ouvi.
    Quando essas mãos chegaram no chão com a minha calcinha senti uma língua na minha buceta, chupando e se lambuzando todo com o meu gozo. Delirei por um instante mas logo voltei a me preocupar, meu marido não me respondia e já não tinha certeza se era ele quem estava ali me chupando.
    Aquela boca saiu da minha buceta e veio direto na minha boca, pude sentir todo aquele gosto forte do meu gozo. Não demorou e senti mãos nos meus ombros empurrando-os para baixo, logo percebi que queriam que eu me agachasse e assim o fiz.
    Assim que me agachei senti algo tocar meus lábios querendo acho que entrar na minha boca. Então eu abri e fui sufocada com um pau, quase engasguei pois foi até um fundo da minha boca. Um pau grosso e duro, ali comecei a ter certeza que não era o meu marido, pois mulher que se preza tem noção das "medidas" do pau dela, e aquele indo e vindo na minha boca era mais grosso do que o do meu marido, batia tão fundo quanto, mas eu precisava abrir bem mais a boca para conseguir abocanhá-lo.
    Aquele pau, começava a entrar em sair da minha boca com mais força, parecia que estava comendo uma buceta e prestes a gozar. Eu tentava de qualquer forma chupá-lo e lambe-lo mas o cara não deixava, pensava apenas em meter o pau na minha boca e sem enxergar nada, e sem conseguir perceber nenhuma reação fiquei com medo de ele gozar fundo na minha boca e eu engasgar, mas o vai e vem foi diminuindo até que ele parou e tirou da minha boca.
    Ele me ajudou a levantar, ergueu uma de minhas pernas, apontou o pau na minha buceta, que por sinal não parava de escorrer, e enfiou da mesma maneira como na minha boca, sem dó e com força, ainda bem que eu estava bem lubrificada senão teria doido um bocado.
    Segurando minha perna e metendo sem parar ele ia, enquanto eu começava a gostar e começava a gemer: "Isssso mete nessa puta, mete com força vaaaaiiiii!" Aquela rola dura e grossa me preenchia sem deixar espaço. Entrava e saia sem parar, eu sentia tocar fundo no meu útero, e ali gozei mais uma vez.
    De repente ele parou, tirou e soltou minha perna que já cansava ufa kk. Senti alguma coisa no chão perto dos meus pé entre minhas pernas e não puder identificar o que era, novamente senti mãos nas minhas coxas tentando me puxar para baixo, percebi que era hora de agachar novamente kkk, fui descendo devagar e percebi que ele estava embaixo de mim, fui freando minha descia até encostar em algo. Esse algo era a mesma rola grossa que a pouco me comia, a encaixei na buceta e sentei huuuuummmmmmm.
    Pude sentir aí, ela toda lá dentro, se não fosse o tesão poderia se dizer que era até um tanto desconfortável, mas a sacanagem fala mais alto nessas horas e sem pudor comecei a cavalgar no pau. Que delícia, eu subia e descia na vara, sentia às vezes as bolas tocarem minha bunda enquanto a cabeçona ia bem fundo lá dentro.
    Sentei muuuito no pau, e quando eu parava para descansar um pouco era ele que me estocava forte por baixo. Eu já "sabia" que não era meu marido mas eu queria ter a confirmação então algumas vezes eu falava: "E aí, está gostoso tá?" "Está gostando de comer essa puta?", mas não vinha resposta para que eu não reconhecesse a voz (eu acho).
    Bom, eu como uma pessoa normal se "sedentária" kkk logo cansei e me levantei. Senti o homem sair debaixo de mim também, mas não senti ele me procurar mais. Pensei: "Acho que acabou", foi quando senti uma mão segurar um dos meus braços, abrir a algema, e puxar o braço solto me virando de frente ao pole pelo outro lado e me algemar novamente. Conclui: "Me querem por trás agora".
    Nem terminei minha conclusão e já senti uma mão passando de baixo para cima na minha buceta preparando-a para a estocada. Estocada essa que novamente veio forte e profunda segurando na minha cintura. Gritei de tesão: "delíiiiiiicia, come essa cachorra seu filho da puta" e quanto mais eu o xingava e pedia mais forte ele socava.
    Ele me comia com tanta vontade que às vezes eu batia no pole com força, voltei até com uns hematomas para casa kkk, mas eu queria mais e continuava à pedir: "Está gostoso? Se está então continua vaaaii, mete fundo" e no meio desses pedidos algumas vezes eu era surpreendida com uns tapas na minha bunda, que eu prontamente respondia: "Quer bater, bate, mas bata como homem", daí vinham umas mãozadas forte no meu rabo.
    Aquele entra e sai delicioso continuou até que em um dos meus gritos altos, quando eu estava com a boca aberta, fui surpreendida com um pinto lá dentro. huuummmmmm, agora estava completo, eu enrabada lá atrás e, agora sim, com o meu marido na boca. Ele não resistiu ver toda aquela putaria e decidiu participar, comecei a chupar gostoso o pau dele enquanto o outro entrava e saia lá atrás.
    Meio que se tornou um movimento natural, eu era empurrada por atrás e a estocada me fazia ir pra frente avançando no pau do meu marido, que delíiiiicia.
    De repente sinto estocadas descompassadas juntas com gemidos: "aaaahhhhhhh", nova estocada forte e novo gemido: "aaaaahhhhhh", meu marido rapidamente tirou o pinto dele da minha boca e pude perceber que o filho da puta lá de trás estava gozando. Huuuummmmmmmm, minhas pernas bambas começavam a sentir goza escorrer por elas, e o filho da puta não parava de gozar, caramba.
    Encheu minha buceta de porra, quando tirou de dentro até jorrou para fora. "Puta que pariu, que foda foi essa" foi o meu pensamento naquela hora. Me deixaram lá por um instante, me agachei para descansar e tirar aquela porra de dentro dela, mas continuava sem ouvir ninguém.
    Depois de uns 15 minutos senti alguém colocar a chave da algema na minha mão. Então eu a abri, tirei a venda e me virei. Vi ali em cima da cama meu marido sentado, pelado, com o pau duro, batendo uma punhetinha e olhando para mim.
    Ele sorria me vendo tentar andar e não conseguir devido as pernas estarem bambas. Eu perguntei: "Cadê?", ele respondeu: "Cadê o que?" e deu risada. "Cadê o filho da puta que se aproveitou de mim?" eu indaguei. Meu marido respondeu: "Ué não tem ninguém aqui!" e deu risada de novo.
    Fui procurar no banheiro, estava molhado mas não tinha ninguém. Acho que durante o tempo que fiquei me recompondo, o cara tomou um banho rápido e saiu. E até hoje encho o saco do meu marido para me falar para quem eu dei aquele dia mas ele não me fala.
    Depois de um tempo acho que é até mais gostoso não saber quem foi, fiquei presa, fui vendada, se aproveitaram da minha situação, então nada melhor para combinar do que não saber quem foi não é?
    Novamente afirmo, não curto muito o sado, mas essa situação foi uma das melhores que já passei, a sensação de estar ali presa e vendada, sem saber o que pode acontecer, me excita e muito ainda.
    Bom safadinhos e safadinhas, vou ficando por aqui com mais essa historinha real da minha pessoa kkkk. Bjinhos nos pintos e nas xanas kkkk e até a próxima.

Tati


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario casalalphaebeta

casalalphaebeta Comentou em 30/06/2019

Cada vez melhor e mais tesudo. Sua aventura me levou a lembrar de algo parecido numa casa de swing. No escuro, outro homem transou com a minha ex(na época, esposa) e ela nem viu a cara do sujeito. Só gozou e se entregou. Gozei em sua boca com ela sendo estocada com força. Após o cara gozar na camisinha, fodi ela com muito tesao, enquanto ela chupava outro cara... Esporrei e lotei a buceta de porra. Vazou muito, tal a quantidade de porra despejada ali. Foi muito bom. Votado. Brinde-nos com fts.

foto perfil usuario

Comentou em 29/11/2017

Muito bom.

foto perfil usuario hotandwildcpl

hotandwildcpl Comentou em 10/08/2014

Tati...Que tesão! É que você acertou em cheio no que estou a planear para a minha mulher tenho a certeza que ela vai amar! Quero amarrar e vendar ela nua num quarto de hotel e depois chamar mais um ou dois amigos. Um até já sei quem vai ser,sempre a comeu com os e olhos agora vai provar tudo! ;) O melhor é que ela também não vai saber quem a comeu. Posso até dizer que foi alguém que ela conhece.

foto perfil usuario grego970

grego970 Comentou em 10/05/2014

Nossa Tati...daria tudo pra estar no lugar desse sortudo e fazer tudo de gostoso que pudesse nesta sua xana melada e deliciosa...amei seu conto, que me deixou todo babado rsrsrs!

foto perfil usuario drirosa

drirosa Comentou em 15/04/2014

adorei, muito gostosa de ler.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


30215 - Presenteando os Companheiros - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 19
34510 - Flagrante!!!!!! - Categoria: Heterosexual - Votos: 16
44982 - Casou com outra mas a lua de mel foi comigo!!!!!!! - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
46950 - Fui "atacada" duas vezes no churrasco em família! - Categoria: Heterosexual - Votos: 22
51984 - Meu pai meu segredo! - Categoria: Incesto - Votos: 18
96132 - Abusada pelo Pedreiro - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
104889 - Minha Primeira Vez Com Um Completo Desconhecido - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
109524 - O Troco - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
138135 - "Quero ser corno" - Disse o meu marido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 42
140666 - Agradeci o presente, me comeu com o marido ausente. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico tatic

Nome do conto:
Algemada e vendada, até hoje não sei quem me comeu

Codigo do conto:
45271

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
03/04/2014

Quant.de Votos:
13

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico seduzindoultimos contos sadomazoquistacontos eroticos pai e filha bebebebe quadrinho pornoconto erotico dentro do onibus com a desconhecidaconto erotico minha namorada disse que era virgemfoderam me toda contos erotico1contoeroticoscontos eroticos zoofilia cao super bravosconto erotico gosto de ser dominadora novinhocontoerotico.comi minha irma puta gostosa a forcameu padrasto negro dotado açou minha cona e meu cu. conto erótico heterossexual.Contos erotico, sobrinho que pergou a tiaContos eroticos podolatria no restaurantecontos eróticos gay vestido de putinha obrigado pelo amigo que virou meu maridocontos eróticos com travestis bem novinha gritando napica várias vezesconto erotico o amigo do meu marido me seduziu na minha casacontoeroticopadrastoenteadaconto erotico de travestiskasal ardente08contos eroticos vovozinhos e netoscontos consulta no ginecologistaCONTOSPORNO sapecaconto porno cagando porra com bosta na boca da amigacabacinho contoDando o cu pros amiguinhos no acude conto gaymerens chupando fudendo calcinha molhadaConto erotico eu uma empregada velha de 65 anosmae fode com filho contos eroticoscasada meu patrão me comprou e arrambou meu cú virgemcontos eroticos scat na boateconto minha tia minha safadaContos eroticosClimax meu cunhadoconto erotico casal n praia e dp p hotel esposa n resiticontos eróticos de gays no cinemafoto de conto aerotico comi minha mãe o nome dela e Luciene conto erotico eu adoro fica com buceta porra e toda ebertamamou o amigo conto gayvizinha chantagem anal contoUi ui ui mete contocontos eróticos novinho iniciado por coroaconto erotico comi o cu de minha medicaquadrinhos+eróticos+ay+papicontos reais de insesto na cidade de baruericcontos cuzudas do papaicontos e fetiches fazendo massagem em minha entiada e ela sentiu meu pau endurecercorno plug submisso contocontos gay roludo destruiu meu intestinogay afeminado gozando com um pauzao no cuContoeroticoempregada atoladaultimos contos sadoerguas com gozobuceta na gileteconto erotico amiga de trabalhocabeça do pinto engeadacontos eroticos de vovô faz netinho de femêa para fuder gaysLingua na buceta contosmães sexo meter a mão metro da cona da filha lésbicacontos eróticos de nerds gaysFim de semana no sitio o caseiro comeu o meu cu e da minha irma mas depois ele mamou meu pau e eu comi ele e minha irmacontos eroticos podolatria com a madrasta dormindoconto erotico de gay sendo fodido no matocontos eroticos baralho biComo foi bom comer minha irmairmao inocente aprendendo foder com irmaozao incesto gay antigosquadrinhos eroticos lesbicos: noiva fode madrinhafrutaporno sou loca pa trai meu maridocontos eroticos casadas trairam seu marido ate com o flho virgemPresente pro meu corno.conto eróticoutimoscontosporno mae eroticominha namorada troxe se amigo roluda para casa contosfamilias nua praia de nusdemosconto erotico estuprado pelo.homem.com.penis grande[email protected] conto erotico um travesti me fez de escravomusico na ccb que asisti vidio porno e masturba pode tocasiririca com objeto contos eróticoschupei o bucetão da dona luzia contosporno gay bundudo doi dormi no colega popular pegador de menina e teve que da pra leleminha mulher bebada comida por um molequecontos erotico paquerou o marido de minha amigaContos eroticos fantasias secretasutimoscontoscontosrdcontos eroticos incesto fingi que dormia e meu pai me fydeucada dos contos eroticos coroa mihonasou casada e transei com o meu padrastoconto erotico com foto isso que e gosta de ser cornoconto erotico 24/7escravo gay contocontos eroticos trai meu marido com um pirocudo e fui descobertaator porno de cabelo cacheado masculino