Festa Junina - final



Devido ao conto ser grande dividi ele em dois pra não ficar muito chato, mais voltando ao conto. Como estava tarde resolvi ir embora da festa me despedi do Professor e ele me perguntou como eu ia embora, falei que ia pegar um taxi ou ligar pro meu pai me pegar, ele disse que não precisava pois ele me dava carona pois eu morava no caminho que ele pegava pra ir embora e que ele estava indo também, falei que tudo bem e fomos, eu já tinha ficado tão a vontade com a roupa que tinha até esquecido que estava usando uma calcinha por debaixo do vestido, mais como ninguém tinha percebido estava tudo bem, nos dirigimos até seu carro e chegando no carro ele abriu a porta entrei em seguida ele entrou e foi dirigindo e conversando como estávamos fazendo quando ainda estávamos na festa ao chegar na minha casa desci do carro e fui me despedi, ele disse tchau e falou que eu estava muito bonito vestido de menina, sabia que era brincadeira pois mesmo sendo magro eu sempre tive corpo de homem e aparência nada delicada, só que quando fui dar as costas pra ir pra casa ele disse que estava bonito principalmente porque estava usando calcinha bem cavada, não acreditei no que ele disse e fingi de bobo e voltei ao seu carro e perguntei o que ele tinha falado ele repetiu e disse que tinha reparado quando foi abrir a porta do carro e passou por trás de mim e viu que a calcinha estava marcando o vestido porque o vestido era daqueles que a parte larga começa abaixo da bunda, não tive como esconder e pedi pra ele não contar pra ninguém e tentei explicar o porque estava usando ele disse que entendia e que podia ficar tranqüilo que não ia contar pra ninguém, entrei em casa e não consegui dormir naquela noite, na Segunda feira ao chegar ao colégio dei de cara com Antônio ( nome do professor) ele me cumprimentou e perguntou como estava a aluninha dele, fiquei todo vermelho e ele vendo que estava sem graça falou que estava brincando e que podia ficar tranqüilo que ele não tinha contado pra ninguém nem ia contar, as semanas foram passando até que um dia ao entregar um receber um prova vi que no final da minha tinha um recado do professor pra mim, falando que precisava conversar comigo e que era pra procura-lo no final da aula, e assim o fiz, meus amigos falaram que eu estava ferrado que ele devia Ter visto eu colando ou algo parecido, só que eu já sabia que seria outro assunto, terminada a aula fui até ele e ele pediu que sentasse que ele precisava muito conversar comigo e foi falando que naquele dia ele não queria me deixar sem graça por causa da calcinha etc, e falou que se eu gostava mesmo daquilo era uma opção minha e ninguém tinha nada a ver com isso ..., eu só ouvia até que percebi que ele estava muito cheio de carinho na voz, e resolvi perguntar porque ele estava falando aquilo comigo, ele disse que não era pra eu Ter vergonha que gostar de homem não ai me modificar em nada, eu disse que não gostava de homens e ele disse que não precisava esconder isso dele que ele já teve relação com homem e nem por isso era diferente, eu nunca tinha transado com H. apenas em algumas fantasias, e como ele era muito bom de papo acabei falando que eu realmente gostava de me vestir de mulher e sentir muito prazer ao fazer isso, ele disse que era hora de ir embora pra ninguém desconfiar da conversa, no outro dia cheguei mais cedo na aula e ele veio e me disse que tinha uma surpresa pra mim e que se eu quisesse encontrasse com ele no final da aula, como fiquei curioso fui encontrar com ele e ele me disse pra seguir até o carro dele que ele ia me mostrar uma coisa , quando chegamos lá ele abriu o carro e me mostrou algumas sacolas no banco do seu carro e falou que era um presente pra mim que eu era um rapaz muito legal e ele gostava muito de mim, ao abrir a primeira sacola vi que se tratava de roupas femininas eu ri e agradeci mais disse que não podia aceitar porque não podia levar isso pra casa, ele então ofereceu guardar em sua casa e se eu quisesse ir pra lá pra poder vestir as roupas podia ir qualquer hora porque ele morava sozinho e não tinha problema algum, como eu estava muito curioso em saber como aquelas peças ficariam em meu corpo aceitei ir pra sua casa para experimentar as roupas, marquei de ir na sua casa as 15 horas então corri pra casa e não estava aguentando de curiosidade de usar aquele monte de roupas de mulher que eram Minhas, o tempo foi passando quase na hora tomei um banho e fui pra casa dele ao chegar bati o interfone e ele me atendeu e abriu a porta fui entrando e pelo quintal vi que a casa era bem grande e bonita com um piscina e tudo mais, ao cheguei na porta e ele me recebeu com um sorriso e falando que estava feliz por eu Ter ido e falou que as roupas estavam no quarto no segundo andar e eu poderia ir lá e ficar avontade que ele ia terminar de corrigir algumas provas, corri escadas acima e entrei no quarto onde estavam as sacolas tirei tudo de uma vez só e fui olhando peça por peça ,na parede tinha um espelho grande comecei a colocar os vestidos na frente do meu corpo pra ver como ficava fiz isso com vários tipos de roupa ai ouvi um barulho vindo da porta e quando olho lá estava Toni me olhando perguntei pra ele o que ele tinha visto e ele falou que já tinha bastante tempo que estava me olhando só não havia falado nada por perceber que eu estava gostando eu fiquei todo sem graça mais como foi ele quem tinha me dado aqueles presentes achei mais do que justo ele ver como ficava o resultado, ele me disse pra me trocar pois o dia estava quente e podíamos entrar na piscina, corri pra procurar algo pra vestir mexi bastante procurando um biquíni encontrei um maiô mais eu queria mesmo era um biquíni igual via as mulheres usando, de tanto fuçar encontrei um biquíni preto muito bonito, tratei de vestir e quando coloquei vi que era estilo asa delta adorei ver aquela parte de baixo do biquíni entrando na minha bunda e como tinha poucos pêlos na época ficou muito legal, depois de vestir o biquíni coloquei um vestido de alcinha desses que as meninas vão pra clube, um tamanco de saltinho, ele tinha comprado um estojo de maquiagem, peguei um batom vermelho escuro desse sem brilho e passei me olhei no espelho e estava me achando linda até lembrar que tinha o Antônio na casa o que será que ele ia pensar de mim, resolvi descer até a piscina pois ele já estava lá, fui andando com um pouco de dificuldade no começo por causa do salto mais estava adorando a sensação de andar e sentir o biquíni no meio da minha bunda ao chegar na piscina Antônio deu um assobio igual a esse que se faz quando passa uma mulher bonita na rua, eu ri e fiquei todo vermelho de vergonha ele viu e disse que eu estava linda que eu devia Ter nascido mulher ficou me elogiando e me chamou pra sentar perto dele ficamos conversando e de minuto em minuto ele falava como eu estava linda e que se eu quisesse ele podia me chamar pelo nome de menina enquanto estivesse ali e que poderia voltar quando quisesse, pedi pra ele me chamar de Camila e assim ele passou a me chamar, ficamos conversando sentados em uma espécie de sofá de madeira ele foi se aproximando cada vez mais de mim e começou a passar a mão na minha cabeça fazendo carinho eu fiquei sem graça e pedi pra ele parar ele como era bom com as palavras acabou me convencendo que não tinha nada demais aquilo e voltou a fazer carinhos em mim eu estava até gostando quando derepente ele põe a mão em meu queixo e vira minha cabeça em sua direção e me da um beijo, eu nunca tinha beijado um Homem nem sabia o que fazer e ele foi beijando meus lábios e começou a enfiar sua língua em minha boca eu no começo tentei evitar mais acabei ficando com tesão e deixei rolar o beijo por muito tempo e nesse calor do beijo a mão dele começou a percorrer meu corpo, primeiro passou a mão em minha perna depois na bunda onde parou e ficou alisando, eu estava gostando de tudo aqui sem eu estar esperando ele pega minha mão e coloca sobre seu pinto que estava totalmente duro, achei legal e deixei minha mão sobre seu pinto ele falou no meu ouvido pra enfiar a mão dentro de seu short e ficar alisando foi o que fiz pra ficar mais fácil abaixei o short dele e fiquei encantado com seu pinto não era grande nem muito grosso era um pinto normal mais eu estava amando poder dar prazer a um homem ele pediu pra mim chupar ele fiquei meio receoso mais o fiz, depois ele disse que ia me mostrar o que mais dava prazer em uma mulher e pegou um creme que estava perto dele e pediu que eu tirasse minha roupa depois que tirei a roupa ele veio por traz e começou a passar o creme em minha bunda e depois envolta do cuzinho, depois de bastante creme ele tentou enfiar seu pinto em mim eu senti muita dor e pedi pra ele parar, ele falou que ia sentar pra mim sentar em seu colo ai eu ia poder controlar o fiz sentei bem devagar encima de seu pinto a cabeça foi entrando devagar e eu estava morrendo de dor mais ele pedia pra eu não parar que estava muito bom, fui descendo ai a cabeça entrou dei um tempinho pra acostumar com a dor e fui descendo ate o fim depois comecei a subir e descer naquele pinto até ele gozar, foi muito bom eu me senti uma verdadeira menina com seu namorado. Este conto é mais uma obra de Camilinha Cd.Adoraria receber E-mails de Coroas, se gostou da minha fantasia e tem vontade de transformar um homem em Mulherzinha me escreva e mande foto. PS. Só Coroas de BH, mulheres ou Travestis.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


4452 - O Castigo - Categoria: Gays - Votos: 2
4485 - A Festa - Categoria: Gays - Votos: 1
4486 - O Catigo parte 2 - Categoria: Gays - Votos: 2
5244 - Festa Junina - parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico camilinhacd

Nome do conto:
Festa Junina - final

Codigo do conto:
5243

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
11/07/2005

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


boceta tumblrconto enfermeira safadinhamarido submisso bebe xixi contosconto erotico chandele no pau para filhasConto.erotico sogra tatoadaContos gay( Meu pai)buceta da mae arreganhada tive que fodecontos eróticos gay-meu tio tirou minha virgindadepornmassagem encoxadabundas+exageradas+com+marca+de+biquini+analcomeçou no sitio + eroticoContos eroticos comendo nossa mae eu e meu primo##contos perdido na estrada pornovelha di90 ta anos pau enome xvideixsvideos encochaadasconto erótico evangélicas gostosasPuticas tigrencescontos eróticos com fotos de marido sendo traído pela esposa 2017comi uma garotinha contosconto porno machuquei meu tentando comer cu delasoca no cu da cunhada idosamae e filha de fio dental na praia e do padrasto contolindas mineira gostosa tocamdo siririca e esguinchando para cimacobtos erótico lesbicos com a amiga hetero contos tirando pregas da minha tianifeta virgem faz sexo na obra netContos eroticos escravos de travestisTonhão porteiro pelado pornoconto erotico gay iniciando incesto enganei inocentecontoeroticoputasfotos de loiras taradas f******últimos contoseroticos morro por minha sobrinhavidiu meninas qui viumara iscomdido sexoDei a buceta pro meu prof de ed fisica dotado contos eroticosminha esposa e o meu primo pauzudo contos eróticos e fotosconto herotico bebadasmenininha assanhada sedutora do bucetao em contos eroticosutimoscontoscontos gay de sendo arrombado por um garoto negro de ruacontos eróticos incesto irmã e namoradavovó gostosa nuahentai porno incesto eu minha mae e minha irmacont erot mandei pode minha filhatirei a virgindade das priminhas inocenti contos eroticosnão gozes dentro incestocontos travesti dividindo um apê em toronto canadamonica dando o cu casada ituesposa putinha titio caralhudo pirocudo maridinho corninho safado pau pequeno contos eroticosmenina é estrupada enconto estava bebada pelo irmão pisudocontos eroticos o namorado da minha filha mim bolinominha Mae Rabuda de CalcinhaNovinha mamando no cinema contoseroticoscontos erotico minha esposa e travestiConto erotico de cavaloContos erotico de incenso, como comi minha irma evangelicamae dando pro filho no banheiro, contos e fotosmendingosfudendoUm policial gato me estrupou:contos eróticosdoce nanda contos eroticosmacae video porno ta afim coroaconto erodico meu pai me estrupocontos eroticos caseiros com fotos de esposa gostosa dando o cu pro vizinho na frente do marido corno manso que adora ver bem de pertoSogra Contos Eroticosgozando na minha esposasua vizinha traveco emrabado a negona coroa casada fotosconto erotico patroa taradasContos eróticos picantes de gays com fotos ilustrativasseu madruga comeu chiquinha enqunto ela dormia historias eroticaspai safadinho conto gayContos eróticos adoro da meu cu escondida do meu maridocontos com fotos cfm casais com dotadoscontos eroticos como convencer esposa a um menageConto porno bate punheta no meu irmao.titio safado caralhudo noiva putinha noivo corninho safado contos com fotoscontos de sexo picante dupla penetraçãocontos eróticos empregada humilhadacontoeroticoirmasmamaee. fez papai me fedur contocontos eroticos no convento freiras e padres roludosContos eroticos bicicletacomendo a lesbica e o gay do seu irmao contoscontos eróticos gay babão Contos eroticos menage incestuosacontos eroticos minha mulher fode com um jogadorcontos eroticos de quem ja comeu uma moradora de ruacontos eróticos de fardados gayscontos eroticos de virgemfudendo aesposinha safada historia em quadrinhoquadrinhos eroticos de bbcconto sobrinho mamar na tiaconto erotico conhecwndo meinha mylhercontos eroticos conversa minha esposa putaContos eroticos mae e filho Incesto fica gravida porno totalcontos com fotoscfm casadasconto gay sexo duas vezes seguidascontos eróticos-irmãs