POR TESÃO OFERECI A MINHA NAMORADA



Namorava com a Márcia á dois anos, quando ela foi para Barcelona tirar uma Pós-graduação em Marketing. Eu fiquei em Lisboa a estudar na Universidade de Direito.

Ao fim de dois meses, já estávamos os dois loucos de tesão.

Numa noite, enquanto falávamos pelo celular, ela me disse que estava na cozinha a preparar alguma coisa para comer e que estava na sala um colega alemão, que tinha ido ter com ela para prepararem um trabalho. Falávamos em português e obviamente o cara não percebia nada do que diziamos.

Perguntei-lhe como estava vestida. Ela respondeu-me que tinha uma saia curtinha, bem por cima do joelho e uma camisola de alças justa, salientando bem os contornos dos seus seios, até porque estava sem soutien.

Perguntei-lhe se ela achava que o cara se sentia atraído por ela. Respondeu-me que tinha a certeza que o cara era louco por ela. Perguntei-lhe então se estava com tesão. Respondeu-me que sim.

Disse-lhe então para ir ter com o cara á sala e para lhe dizer que estava falando com o namorado pelo celular e se ele estaria disposto a jogar um jogo de sedução, que seria dirigido por mim. O cara ficou por uns momentos calado, estranhando toda aquela situação, depois olhando para o corpo da Marcia, achou que não podia recusar e fez sinal de que aceitava.

Depois disse-lhe, para dizer ao cara que lhe poderia tocar nos seios, por cima da camisola. Durante uns segundos ela ficou em silencio, depois senti a respiração dela a acelerar. Então, disse-lhe que deveria ordenar ao cara para parar. Então perguntei-lhe se tinha sido gostoso. Respondeu-me que sim e que estava toda molhadinha. Perguntei-lhe como estava o cara. Respondeu-me que se estava babando, olhando para ela. Então, disse-lhe para lhe dizer que se ela lhe mostrasse a buceta, ele se poderia masturbar á frente dela. O cara aceitou. Ela tirou as cuequinhas lentamente, dando-as ao cara, que as cheirou. Depois, sentada numa cadeira em frente do cara, puxou a saia bem para cima e abriu as pernas, expondo a bucetinha aos olhares do cara, que não resistindo tirou o pau duro para fora e se começou a masturbar. Pouco tempo depois, autorizei-a a masturbar o cara. Ela me dizia então que estava sendo muito gostoso sentir o pau quente e duro do colega. Não muito tempo depois, ela me dizia que o cara se tinha vindo, enchendo a mão dela de porra.

Na semana seguinte, entrei em período de férias em Lisboa e fui ter a Barcelona com a Márcia. Na primeira noite ela estava doida para fazer amor comigo. Disse-lhe que tinha uma proposta melhor: eu esconder-me-ia no armário do quarto dela e ela convidaria o colega para ir ter com ela. A Márcia ficou excitada e empolgada com a ideia.

Tudo correu como planeado. O alemão mal entrou em casa dela, começou a beijá-la e a apalpá-la. Quando chegaram ao quarto, estavam já nus. Fiquei admirado com o tamanho do pau do cara, bem maior do que o meu. Não tardou, já o cara lhe dava um banho de língua por todo o corpo, enquanto ela gemia que nem uma safada. Depois ela retribuiu, lambendo e mamando o pau do cara durante longos minutos. Depois o cara a penetrou, na posição papai mamãe, começando a fode-la com força. Ouvia as bolas do cara a bater com forca no corpo da Márcia e a cama a ranger, tal a intensidade com que ele a fodia. Os gemidos dela começaram a aumentar, até que ela comecou a pedir-lhe para não parar, para socar forte, até gozar um forte orgasmo. Pouco tempo depois o cara parou.

Ela colocou-se então em pé, de frente para o armário onde eu estava escondido, com cara de safada. Estava de costas para o cara, empinando a bunda para ele. O cara posicionou-se por trás, pincelou com o pau a buceta dela, mas depois repentinamente colocou o pau na bunda dela. Ela supreendida gritou para ele parar, mas ele de uma só vez penetrou o pau todo no cuzinho dela. Ela deu um grito de dor. Ele não queria saber se a machucava, começando a foder-lhe o cuzinho com intensidade. Ela nunca me tinha dado o cuzinho e estava agora sendo enrabada por aquele enorme alemão. O cara fodia-a com força, enquanto ela fazia uma cara de dor, embora desse uns gemidos de prazer. O alemão enquanto lhe comia o cuzinho, chamava-a de cadela e de puta safada, enquanto aumentava o ritmo, até lhe encher o cuzinho de porra.

Depois do alemão sair, eu e a Márcia nos beijámos e fizemos amor o resto da noite. Agradeci-lhe o momento que ela me tinha proporcionado, entregando-se ao alemão á minha frente. Fizemos juras de amor eterno. Depois desta experiencia, o nosso amor saiu mais fortalecido.

Se acharem que eu devo pedir á Marcia para se voltar a entregar a outros caras, votem e comentem.

Foto 1 do Conto erotico: POR TESÃO OFERECI A MINHA NAMORADA

Foto 2 do Conto erotico: POR TESÃO OFERECI A MINHA NAMORADA

Foto 3 do Conto erotico: POR TESÃO OFERECI A MINHA NAMORADA

Foto 4 do Conto erotico: POR TESÃO OFERECI A MINHA NAMORADA

Foto 5 do Conto erotico: POR TESÃO OFERECI A MINHA NAMORADA


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario coroa70

coroa70 Comentou em 29/11/2016

Claudinha com este corpão e esta linda buceta o alemão so não comia se ele fosse gay .votado

foto perfil usuario guto_poa_rs

guto_poa_rs Comentou em 25/11/2016

Muito bom o conto amigo !!! Se voce gostou de ver sua namorada sendo possuída por outro macho, penso que voce deveria continuar a oferece-la. Afinal ela tb gostou muito. Eu gostaria de ser o próximo a foder ela todinha!!! abraço

foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 24/11/2016

Que CAVALA sua namorada! Sortudo! Betto




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


83287 - O meu patrão desejava a minha esposa - Categoria: Coroas - Votos: 41
84985 - Real - O meu sogro me comeu gravida - Categoria: Incesto - Votos: 45
85070 - Real - O meu sogro me comeu gravida II - Categoria: Incesto - Votos: 55
85606 - O meu marido me ofereceu para o seu chefe novinho - Categoria: Coroas - Votos: 46
87145 - Como fiquei um corno manso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 45
89099 - Pagando o aluguel da casa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 32
89485 - Fui levada ás nuvens - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
90597 - Ajudando o marido a ser promovido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 30
91878 - NAO RESISTI AOS ENCANTOS DO MEU CHEFE- REAL - Categoria: Traição/Corno - Votos: 38
92453 - A TIA LAURA - Categoria: Incesto - Votos: 13

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico donaclaudia

Nome do conto:
POR TESÃO OFERECI A MINHA NAMORADA

Codigo do conto:
92356

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
23/11/2016

Quant.de Votos:
18

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


meninas irmas transandocontos erotico casada com dois fantasiacozou na buseda da filha duas vezezporno braziliam fedom pai ensina filho a trocar punhetasedutoras e marrentas parte 4 contos eroticosso cuzudas contos eroticos de sexoContos de cornos de siliconadasconto erotico: virei safada para salvar meu casamentocontos eroticos dei a buceta pro vigilante do terminalcontos meu travesti mulato da pica grandecontos eroticos dando pro vizinho tezudoconto erotico gay pegando pau do time de futebolPrimeira vez q dei o cu vestido de travestsofoto dinovinhaporno conto erotico depois de malhar fui fodida na academiaestrupei meu priminho brincando de lutinha contosgaycontos eroticos com o amigo do meu filho 2017contos eróticos novinha estuprada por um loiro e um negaoconto erotico cunhadinhacomi uma garotinha contosConto de puta depravada servindo a muitos machosEsposa debachando dos cornos mansosconto erótico o ônibusxvideos ispozos dotadoscontos eroticos cdzinhaconto erótico de gay fodendo com lixerocontos excitantes puberdadeincesto a vingança da irmã filme pornôsexo sograContos eroticos nvxvidio animadopornô brasileiro comendo a irmã do meu amigo enquanto ele vai comprar cerveja toda lendo mas ele ele sabe comprar cerveja ou fundo nela gostoso ruiva safadafotosexominhamaecontos eroticos comendo a vizinha e o marido olhandopênis grande no banheiroContoescravasexualvidios eroticos de tias sendo sedusidas e fudidascontos de sogra gravida transandocontoerotico de garotinhascontoerotico.eu e mamae fomos fodidas a força como cadelas pelo meu professorcontos eróticos com marido bêbado e desconcentração bem dotadoconto erotico patroa casada e muleque pausudoDominação Tântrica V – Transcendênciapassando o ferro na coroa conto eroticoesposa tioo contoconto eróticos meu irmão comeu minha amiga e eucontos eroticos real o vaqueiro quebrou meu cabacinhopenis se rinocerontes zoofilia contos vídeoscontos eroticos o marido viajou e eu comi o cu delaquadradinho erotico incesto COM HUMORcontos loira bunduda e meu tio picudoconto erotico com fotos/ rabo da maecontos eroticos de vovô faz netinho de femêa para fuder gaysconto erotico quadrinhos uma menina frutadcontos com fotoscfm casadascontos eróticos meu genro comeu meu c******conto tata cornoconto gay padrinhorelatos eroticos mae e filho Mozquadrinhos eroticos gays de caminhoneiros saradosconto corno raboengravidei de novo conto eroticocontos eroticos mete tapasFiquei impressionada com o tamanho da rola do meu genro contos femininocontos eroticos velha gorda negraContos eroticos minha irmã correspondeu minhas carícias incerto cunhada taradinha no banheiroesporraram no meu utero e fiquei com o estomago cheio de porracontos de mae e filho no carnavalcontos porno de menage masculinacontos eróticos:eu e meu marido seduzijdo vizinharasganda pelo pai negro contoSogra Contos EroticosMeu enteado negro dotado. Conto hetersexual.contos fotos esposas fudendo manausum sargento um corno e uma historia contos erotico